Descartado projeto de esgoto industrial na Sabesp

0
512

Foto:

Boneli, Gláucia, Celino Cardoso e Dalmo Nogueira Filho

JOSÉ DE OLIVEIRA JR. REPÓRTER

O presidente da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), Dalmo Nogueira Filho, recebeu o presidente do Conselho das Associações de Bairro da Região da Lapa e Adjacências (Consabs), José Benedito Morelli, o Boneli, a presidenta do Movimento Popular de Vila Leopoldina, Gláucia Mendonça Prata, e o deputado estadual Celino Cardoso, para discutirem uma possível transformação de área da Unidade de Negócio da Sabesp em Vila Leopoldina num parque. O encontro foi na terça-feira, dia 31 de maio, na sede central da Sabesp.
Nogueira Filho negou que no local será instalada uma estação de tratamento de esgoto industrial. Segundo o presidente da Sabesp, já existe um coletor nas marginais Tietê e Pinheiros, que levam o esgoto de fábricas para uma estação em Barueri (Grande São Paulo). Sobre o reservatório de cloro na unidade da Sabesp, Nogueira Filho pretende verificar a sua existência e uma possível desativação dos tanques.
O Movimento Popular de Vila Leopoldina pretende formalizar um ofício, pedindo uma cessão (talvez em comodato) da área para servir como acesso ao Parque Municipal, que está em estudo para ser instalado no lugar da antiga Usina de Compostagem de Lixo de Vila Leopoldina. Como a Sabesp é uma companhia de capital misto, todas as decisões devem passar pela diretoria da empresa e pelo conselho (que representam acionistas privados).

COMPARTILHE
Próximo artigoPRESTIGIO

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA