Localidade da CEAGESP

0
687

O projeto de mudança de localidade da Ceagesp deve ser mais amplo e repensar o abastecimento atacadista alimentar da grande São Paulo e na região do mercado da Cantareira.

Não somos contrários a um novo Ceasa, mas ele não precisa ser em outro espaço. As necessidades atuais consistem em novas diretrizes, novas propostas, novo modelo de gestão entre governo e comerciantes. Na visão dos compradores, o Ceasa está bem localizado. Um dos motivos para a possível mudança é a inverdade de que a localização atual do Ceasa SP conturba o trânsito. 

Os dados da CET contestam essa informação, basta analisar o volume de veículos que circula pelas marginais e compará-los com trânsito interno da Ceagesp. Acreditamos que é necessário definir um modelo jurídico dos contratos entre os comerciantes e a Ceagesp, tendo em vista que o Tribunal de Contas da União (TCU) declarou que os atuais contratos não têm validade.

Outra medida complementar é adotar um projeto de gestão para o Entreposto e suas possíveis mudanças, na qual o comerciante tenha uma participação ativa ou uma gestão compartilhada, pois, é notada a ineficiência gestora do atual governo.

Os Ceasas brasileiros são mal ocupados e há espaços mal utilizados. Nos últimos 25 anos houve um crescimento sem qualquer planejamento e o resultado foi esse. Portanto, é preciso reorganizar as funções entre governo e a iniciativa privada.

José Luiz Batista é presidente do Sincaesp – Sindicato dos Permissionários em Centrais de Abastecimento de Alimentos do Estado de São Paulo

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA