Morte de casal na City Lapa assusta comunidade

0
2697

Foto: Tiago Gonçalves

Tiago Gonçalves
Vizinhança ficou assustada com casal metralhado na casa da Praça José Roberto

A morte do casal Francisco Ferreira Medeiros Filho (68 anos) e sua mulher Tereza Luiza Almeida Medeiros (45 anos) metralhados na garagem de casa na Praça José Roberto Leite Penteado, no domingo (10), assustou os vizinhos, que evitam falar no assunto.
A procuradora de Justiça aposentada e ex-subprefeita da Lapa, Luiza Eluf participou da reunião do Conselho Comunitário de Segurança da Vila Leopoldina (Conseg Leopoldina), na noite de segunda-feira, 12, na Paróquia Santo Estevão Rei da Vila Anastácio, e anunciou seu retorno a presidência da Assampalba (Associação de Amigos e Moradores do Alto da Lapa e Bela Aliança). Luiza Eluf falou da preocupação com a segurança na região e pediu informações sobre o crime ao delegado do 91DP da Leopoldina, Levi D’Oliveira. “Por volta das 17h30 do domingo, o casal, que segundo consta, se declaravam advogados, ao chegarem em sua residência na Praça Senador José Roberto Leite Penteado, 95, foram surpreendidos por um individuo, que os estaria esperando em um veículo VW Gol branco, cujas placas não foram anotadas, e utilizando uma touca ninja para esconder o rosto, munido com uma metralhadora, desceu do veículo e disparou em direção ao casal, sendo que eles foram alvejados (Tereza com 11 tiros e Francisco por 15 disparos), tombando mortos no local. O autor dos disparos teria retornado ao veículo, onde um outro individuo o aguardava e tomaram rumo ignorado. Um senhor de 85 anos que  acompanhava o casal também foi atingido e socorrido ao Hospital das Clinicas. As vítimas possuíam antecedentes criminais por estelionato e receptação. A ocorrência foi registrada no 91º DP, no entanto, está sendo investigada pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP, especializado nesse tipo de crime”, explicou o delegado. A ação foi registrada pelas câmeras de vigilância instaladas na rua. Segundo informações divulgadas pela polícia, dentro da casa tinha mais câmeras de monitoramento.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA