Homofobia e intolerância são temas de espetáculo

0
2674

Foto: Divulgação

Divulgação
Bruta Flor: espetáculo faz reflexão sobre a trajetória e relacionamento de dois homens em momentos distintos da vida

A peça “Bruta Flor” retrata de forma densa a homofobia internalizada e sua possível consequência trágica, em um texto que aborda o relacionamento de dois homens, Lucas e Miguel. Quando Miguel vai estudar em Londres os dois se afastam e, dez anos depois, ao voltar ao Brasil, o reencontro com Lucas traz à tona sentimentos até então desconhecidos, dando contornos dramáticos à aceitação da homossexualidade na medida em que os dois relembram sua trajetória desde a adolescência.

A montagem tem direção de Márcio Rosário e texto de Vitor de Oliveira e Carlos Fernando de Barros. O elenco conta com Fabio Rhoden, que em seu último trabalho na TV Globo interpretou Marcelo na novela Alto Astral, Walquiria Ribeiro, que interpretou Maria do Socorro em Máscaras na TV Record e Pedro Lemos, que interpretou Tobias em Chiquititas no SBT, além dos stand-ins Erika Farias e Adriano Arbol.

O espetáculo inicia temporada no dia 18 de janeiro, sempre as quartas e quintas, às 21h, e fica em cartaz até o dia 23 de fevereiro no Teatro Viga Espaço Cênico, localizado na Rua Capote Valente, 1323, ao lado da Estação Sumaré do metrô. Os ingressos custam R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA