Tiroteio com morte na “toca da onça” é investigado

1
1921

Foto: Maria Isabel Coelho

Maria Isabel Coelho
O túnel improvisado sob a linha férrea da CPTM já foi matéria do noticiário pelas enchentes no período de chuva, mas dessa vez, a ocorrência envolveu Policiais Militares da Operação Delegada.

A passagem de pedestres “toca da onça” que liga a Lapa de Baixo à região do Mercado da Lapa foi palco de tiroteio e morte na noite de sábado, 26. Relatos de moradores nas redes sociais revelam a sensação de insegurança gerada pela ocorrência. Várias viaturas da PM estiveram no local. A passagem com pouca altura e estreita é tema de reuniões do Conseg da Lapa, Cades (Meio Ambiente) e de Zeladoria pelos constantes furtos de lâmpadas, pedestres e pichações.

O túnel improvisado sob a linha férrea da CPTM já foi matéria do noticiário pelas enchentes no período de chuva, mas dessa vez, a ocorrência envolveu Policiais Militares da Operação Delegada. Segundo o comandante do 4º Batalhão da PM, Claudinei Pereira, os PMs suspeitaram de um indivíduo e, ao abordá-lo, foram atacados. No confronto com arma de fogo ele foi baleado e faleceu no local. A Secretaria de Segurança Pública informa que um inquérito foi instaurado e a equipe “B-Sul” da Divisão de Homicídios (DHPP) investiga o caso.

O prefeito regional da Lapa Carlos Fernandes disse que vai discutir o fechamento noturno da “toca” nas reuniões de zeladoria e nos conselhos (Participativo, Segurança e de Meio Ambiente). O assunto foi debatido na gestão anterior, mas por causa da divisão de opiniões permaneceu aberta. O secretário de Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, o presidente da CPTM Paulo de Magalhães, o deputado estadual Marcos Zerbini (PSDB) e o prefeito regional da Lapa, Carlos Fernandes, vistoriaram a passagem em fevereiro para estudar uma solução para os problemas apontados pela comunidade. O tiroteio foi no cenário de pichações que nem parece que passou por reforma (orçada em R$149.999,17) há um ano.

1 COMENTÁRIO

  1. Eu acho que tem mais é que fechar a noite, tipo das 22 as 6 da manha no mínimo, nesse período quem quiser ou precisar, passe por cima da ponte, afinal a ponte nunca fecha.

DEIXE UMA RESPOSTA