Público se queixa de demora no atendimento do PS da Lapa

0
345

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Conselho gestor do PS da Lapa discute dificuldades estruturais e de atendimento

O conselho gestor do PS da Lapa se reuniu na quarta-feira (12) com participação de usuários da unidade de saúde. Eles apresentaram queixas em relação ao atendimento por causa da inexperiência de uma funcionária e também no caso de uma paciente que foi dispensada na recepção. Miriam Horta, diretora técnica do hospital, explicou que os funcionários da recepção não podem dispensar pacientes, mas apenas informar encaminhamentos e se o atendimento está disponível na unidade ou se o paciente precisa ir até uma AMA ou UBS, como no caso da paciente em questão que precisava passar por uma consulta oftalmológica.

Na reunião também foram apresentados os indicadores do Serviço de Ouvidoria relativos ao mês de junho, com um total de 32 apontamentos sendo 30 reclamações e 2 elogios. A maior parte das queixas diz respeito à demora do atendimento, que não é mais realizado por ordem de chegada e sim por urgência da enfermidade.

Membros do conselho também falaram sobre a reunião que tiveram com a coordenadora de Saúde da Região Oeste, Lúcia Mota, onde apresentaram as demandas do PS. Após o encontro, engenheiros da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) foram ao hospital para verificar as dificuldades estruturais presentes no relatório dos conselheiros.
Foram anunciadas a saída de um médico clínico do hospital, que não poderá ser substituído já que não pertencia ao quadro de funcionários do PS e sim da Autarquia Hospitalar Municipal, a troca de contrato do laboratório que presta serviços na unidade, e a doação de 27 longarinas (cadeiras em sequência) e reforma das que já estavam em uso.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA