Vereador Mario Covas fala sobre cenário político em reunião na Lapa

0
708

Foto: Maria Isabel Coelho

Maria Isabel Coelho
Vereador Mario Covas Neto participa de reunião do PSDB na União Fraterna

O vereador Mario Covas Neto participou do encontro do Diretório Zonal do PSDB da Lapa realizado no sábado (22) no salão da Sociedade Beneficente União Fraterna. “O diretório do PSDB da Lapa está sem atividades, inclusive na Executiva Municipal já tomamos a decisão de fazer uma intervenção para que se faça uma nova convenção. Eu fico feliz porque essa reunião foi uma iniciativa de um dos filiados daqui – o Flavio Campos – que vem promover hoje uma discussão política. Não estamos saindo daqui com uma pauta definida ou objetivo de uma ação específica, mas sim conversar um pouco de política”, explica Covas.

O vereador tucano lembrou da falta de esperança que o País atravessa. “É importante que alguém que tem uma atividade pública como eu tenho e a oportunidade de trocar ideias se energize com esse debate”, disse Covas Neto.

No encontro foi discutido o quadro nacional e o futuro do partido. “Falamos do Aécio (Neves) e o quanto ele está prejudicando o partido permanecendo na presidência nacional do PSDB”, afirmou Covas. “Assim como eu que vivi a formação do PSDB, ter hoje uma pessoa na presidência do partido, mesmo que licenciado, envolvido em esquema lamentável, é um desgosto grande. Isso também passou pela discussão de fazer uma reciclagem no partido e, portanto chamar eleições gerais”.

O vereador é defensor das prévias partidárias para as eleições de 2018. “O João Doria só é prefeito hoje porque teve as prévias, se não tivesse ele não teria chance de ser o candidato do PSDB. As prévias foram tão importantes que permitiu que ele fosse o candidato escolhido e o resultado foi que ele ganhou ainda no primeiro turno. Um fato inédito na Cidade. Ou seja, mostra que o caminho correto é esse das prévias. Você amplia o leque de participação de escolha dos filiados. Portanto, eu defendo firmemente as prévias para escolha de governador, senador, presidente da República”.

Mario Covas Neto foi o nome defendido na reunião para sair a governador. “Acho que o PSDB tem muitos quadros. Fico feliz de pensarem isso, mas acho que tem outros possíveis candidatos. A única coisa que está certa é disputar uma outra eleição no ano que vem e sair do cenário municipal. Vivemos um momento que a população está com sentimento de renovação”, disse. “Estamos a um ano das eleições e o cenário político está indefinido e instável”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA