Moradores relatam aumento de roubos no Sumaré

1
407

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Membros natos do Conseg Perdizes com moradores e comerciantes do bairro

Na reunião do Conseg Perdizes, realizada na terça-feira (16), moradores relataram uma grande incidência de roubos na região do metrô Sumaré. O capitão Benites, da 3ª Cia. do 4º BPM/M afirma que os infratores já foram detidos diversas vezes, mas, por serem menores de idade e não estarem com os objetos roubados no momento da abordagem, são liberados. “A lei é muito benéfica. Quando (o suspeito) é maior de idade, prendemos por 24 horas, mas aí tem a audiência de custódia e ele é solto”, diz. “O que pode ser feito em relação à ostensividade está sendo feito”, afirma o capitão da PM, que relata que a polícia já chegou a fazer de cinco a seis abordagens em um mesmo dia ao grupo de menores.

O chefe de investigação do 23º DP, Wagner Rosalin, falou sobre o atropelamento que aconteceu no cruzamento da Rua Heitor Penteado com a Avenida Pompeia, que levou Oswaldo Borin, de 79 anos, à morte no domingo (14). O aposentado estava atravessando a faixa de pedestres, após sair da missa na Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima, quando foi atingido por um Fiat 500 branco em alta velocidade, supostamente durante uma racha com um Gol azul. A polícia identificou os dois veículos e já indiciou o motorista do Gol, que trabalha na Ceagesp e nega que estava disputando corrida com o outro veículo. O motorista do Fiat que causou o atropelamento e fugiu sem prestar socorro está sendo procurado.

Outro assunto debatido na reunião foi a previsão dos blocos de Carnaval na região. Foi citado o bloco Pilantragi, previsto para o dia 4 de fevereiro na Avenida Professor Alfonso Bovero com a Rua Caraíbas. Moradores cobraram que o horário previsto para a dispersão do bloco seja respeitado.

Membros do Conseg e da Somasu (Associação dos Moradores e Amigos do Sumaré) participaram de uma reunião na Secretaria de Segurança Pública para promover o compartilhamento de imagens com o sistema de monitoramento Detecta da Polícia Militar, com o objetivo de aumentar a segurança na região e coibir ocorrências de perturbação do sossego. O presidente do Conseg Perdizes, Josué Dias, também anunciou que o grupo recebeu a doação de uma câmera que será utilizada para o projeto, alinhado ao City Câmeras e Vizinhança Solidária.

1 COMENTÁRIO

  1. São Paulo infelizmente tá infestado de ratos e baratas, mosquitos e pernilongos, advindos de outros estados, isso aqui virou terra de ninguém…lamentável!

DEIXE UMA RESPOSTA