Reconquistas

0
466

Em muitos momentos lutamos para conseguir o que queremos em nossas vidas particulares, empregos, projetos e no bairro onde moramos. A escola de samba Águia de Ouro empenha toda a sua dedicação para reconquistar o seu lugar no grupo especial do Carnaval. No Tendal da Lapa, grupos que há muito tempo utilizam o espaço brigam para manter suas atividades, após conflitos com a coordenação. É válido lembrar que, no caso da cultura, o melhor caminho sempre é o da construção coletiva e não de ordens imperativas. Vamos acompanhar e esperar que o diálogo prevaleça.

Comerciantes e empreendedores lutam para conquistar a prosperidade nos negócios e, acredite, não é fácil empreender no Brasil. A Associação Comercial vai promover um evento, desta vez, focada na comunidade empresária da maçonaria e seus familiares. Realizar encontros de negócios e trocas de experiências é uma oportunidade positiva para todos os comerciantes, grandes e pequenos.

Os idosos, através de um trabalho gradativo e cuidadoso, tentam reconquistar as habilidades motoras e de comunicação, antes tão naturais, que são perdidas com o avanço dos anos. É muito difícil não poder contar com o seu corpo da mesma forma que era possível na juventude. Os residentes do Solar das Mercedes podem agora contar com uma bela praça, revitalizada pela Prefeitura Regional da Lapa, para lutar contra a entropia. Na Lapa, um dos bairros com mais idosos em São Paulo, a questão da inclusão e das melhorias nas ruas, praças e calçadas para a população da terceira idade deve estar sempre em pauta.

Quanto ao zoneamento, é estranho que uma casa de repouso seja considerada como “comércio”, uma vez que não deixa de ser o lar das pessoas que ali estão. É compreensível querer preservar a tranquilidade de um bairro, deixando que restaurantes, bares e baladas fiquem em eixos apropriados para a atividade que exercem. Mas no caso das casas de repouso é preciso pensar em outra classificação, já que os idosos têm o direito de viver com qualidade de vida, em um bairro tranquilo, muitas vezes no mesmo distrito em que sempre moraram e próximos de seus familiares. O governo municipal discute hoje mudanças na lei de zoneamento, com um foco que irá beneficiar principalmente o mercado imobiliário. É necessário considerar o trabalho daqueles que cuidam das pessoas que contribuíram por muitos anos para o crescimento da cidade e que devem ter o direito de ficar em bairros residenciais.

No panorama nacional, acompanhamos um julgamento que dividiu a população em lados opostos. Nas eleições de outubro é preciso votar com consciência, para encaminhar o País a um rumo diferente. Os governantes devem ser subordinados ao povo, e não o contrário. Que este seja o ano de conquista da soberania da população sobre a política.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA