Grupo organiza reunião para discutir segurança em Perdizes

0
605

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Dados da Secretaria de Segurança Pública, volta às aulas na PUC e Allianz Parque foram temas da reunião do Conseg Perdizes / Pacaembu

Moradores demonstraram preocupação com a segurança durante a reunião do Conseg Perdizes / Pacaembu. Em 2017, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública, foram registradas no 23º DP as ocorrências de seis homicídios dolosos, cinco homicios culposos por acidente de trânsito, sete tentativas de homicídio, dois latrocínios, 22 estupros, 5 estupros de vulnerável, 2.241 roubos, 7.474 furtos e 1.075 furtos de veículos. Uma discussão em um grupo com 40 mil pessoas no Facebook chamado “Dicas de Perdizes” propõe a realização de um encontro para discutir a segurança na região, com o objetivo de criar uma rede para otimizar e agilizar investimentos públicos, além de criar um comitê de segurança voluntário. Um morador convidou os presentes na reunião do Conseg a participar desse encontro, com presença prevista do secretário-adjunto de Segurança Urbana de São Paulo, Heni Ozi Cukier, e que será realizado no dia 5 de março (segunda-feira), às 19h, no Colégio Global (Rua Apinajés, 1231).

Josué Paes, presidente do Conseg Perdizes / Pacaembu, explicou que o conselho comunitário de segurança tem justamente o papel de integrar a comunidade com os agentes de segurança, da Prefeitura e CET, para dialogar, tomar conhecimento das demandas dos bairros e cobrar soluções. Outros presentes manifestaram que, apesar da reunião proposta para março ser válida, o grupo deveria se articular para participar do Conseg.

O comandante da 3ª Cia. do 4º BPM/M, Capitão Benites, falou da operação para a volta às aulas da PUC e foi elogiado pelos vizinhos da universidade. Também foram elogiados os donos dos bares por fecharem os estabelecimentos no horário. O capitão estima que cerca de duas mil pessoas estiveram na Rua Ministro Godói por volta das 22h. Já uma vizinha da Uninove pede a instalação de uma base comunitária da polícia militar pela grande presença de pessoas em bares da região, com ocupação das calçadas até às 3h.

Jupira Cahuy apresentou um documento elaborado por vizinhos do Allianz Parque que cobram o policiamento nos dias de evento do estádio. Até maio estão previstos 10 shows e 4 jogos no local. Os vizinhos reclamam que, após o fim dos eventos, as pessoas continuam pelas ruas da região. Também foi informada a grande presença de cambistas em eventos. Outro morador pede ações para acabar com o comércio de ambulantes no local. “Não há comunicação entre GCM e os fiscais da Prefeitura”, diz.

Também foram relatadas as ocorrências de dois furtos próximos ao condomínio comercial Casa das Caldeiras e seis invasões seguidas por roubo em comércios das ruas Venâncio Aires, Caraíbas e Diana.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA