Recorrência de problemas é discutida na reunião de zeladoria

0
82

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Com a ausência de pessoas que participaram do último encontro, muitas devolutivas não foram apresentadas

A reunião de zeladoria da Prefeitura Regional da Lapa foi realizada na quinta-feira (3). Com a ausência de pessoas que participaram do último encontro, muitas devolutivas não foram apresentadas.  Carla Benetton afirma que as equipes da regional retiraram mesas e cadeiras de bares da região que atrapalham a circulação de pedestres, como os que foram denunciados entre as ruas Marcelina e Espártaco, porém, moradores afirmam que a ocupação do passeio voltou a acontecer.

Sobre uma lombada colocada próxima ao Hospital Metropolitano, a regional notificou os responsáveis que deverão corrigir o empecilho aos pedestres. O pedido de retirada de uma árvore na Rua Catão foi analisado pela equipe técnica da regional que afirma que o exemplar não tem necessidade de intervenção.

Também foi questionado o funcionamento de um centro de cursos em um trecho restritamente residencial no Sumaré e o termo de cooperação para uma praça na Rua Engenheiro Francisco Azevedo, na Vila Anglo. No mesmo endereço da consultoria que adotou a área verde funciona um bar, que tem utilizado a praça para deixar lixo e garrafas vazias. Um morador questiona se o estabelecimento tem alvará e se não pode ser realizada uma ação fiscal no local.

Com um passeio que será realizado na próxima semana por alunos da Escola Estadual Alfredo Paulino, que vão seguir o trajeto original do Córrego Tiburtino, foi solicitada a limpeza de vielas na região que estão com acúmulo de entulho e lixo.

Estava prevista para a reunião de zeladoria a participação do coordenador de fiscalização da regional, porém, ele não compareceu.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA