Secretário promete início de obras de moradia na Água Branca

0
164

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Fernando Chucre participa de reunião na Câmara a pedido do vereador Police Neto

O secretário municipal de Habitação, Fernando Chucre, participou da reunião ordinária da Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente da Câmara de São Paulo, realizada na quarta-feira (16), a pedido do vereador Police Neto (PSD). Também estiveram presentes moradores da comunidade da Água Branca, que foi afetada por fortes chuvas em março deste ano. O episódio resultou no desmoronamento de moradias e na morte de Sophia Gomes Soares, de um ano e oito meses.

O parlamentar questionou o secretário sobre os recursos disponíveis da Operação Urbana Consorciada Água Branca (OUCAB), o rendimento desses valores, e quanto será destinado às habitações de interesse social. Fernando Chucre afirmou que a Prefeitura irá construir 1500 unidades habitacionais, sendo que as obras devem ser iniciadas ainda este ano para atender as comunidade do Sapo e Aldeinha.

A expectativa das famílias que moram nas margens do Córrego Água Branca é a construção de moradias com os recursos da Operação Urbana Consorciada Água Branca. Emerson da Silva, presidente da Associação de Moradores da Água Branca, e a líder comunitária Hemelin Rodrigues cobraram informações sobre o processo. “Esperamos respostas há dez anos sobre qual atendimento será dado para as pessoas que moram na comunidade e para as que voltaram para a área do córrego porque não tinham dinheiro para pagar aluguel. Aquela região é valorizada, não dá para pagar. A Sehab foi fazer o cadastro das pessoas, mas não voltou para explicar o atendimento. Se não tivesse ocorrido o episódio do Centro, continuaríamos sem resposta. Precisa consolidar as moradias previstas ou oferecer atendimento”, diz Hemelin.

Fernando Chucre afirmou que as famílias que serão beneficiadas serão as que foram cadastradas em 2009. “A nova comunidade da Vila do Sapo não tem direito ao atendimento habitacional ou auxílio-aluguel porque não atende os critérios, não é uma comunidade consolidada. É uma área de ocupação, então não tem atendimento. Não é a notícia que vocês queriam ouvir, mas eu sou muito transparente. Serão atendidas as famílias cadastradas em 2009”, declara.

O vereador Police Neto falou com os moradores ao final da sessão. “Com o atendimento das famílias cadastradas em 2009 a fila anda. Precisamos qualificar a demanda para evitar negativas do executivo, e a vantagem é que lá tem uma operação urbana consorciada com recursos”, diz. Jupira Cauhy, representante da sociedade civil eleita para o Grupo Gestor da OUCAB afirmou que é preciso trabalhar para encaixar as demais famílias que estão na região dentro do público que será contemplado pela operação urbana.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA