Subprefeitura recebe apresentação do plano Vida Segura

0
2088

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Carolina Cominotti da SMT apresenta diagnóstico do trânsito na região da Lapa

A Subprefeitura da Lapa recebeu na segunda-feira (17) a apresentação da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) sobre o plano Vida Segura, política pública de segurança viária que ainda está em fase de elaboração. Todas as 32 subprefeituras da cidade receberam a apresentação e a população poderá enviar sugestões até o dia 6 de janeiro de 2019, de ruas, cruzamentos e calçadas que precisam de sinalização, alargamento ou outras medidas para aumentar a segurança. As contribuições devem ser enviadas pelo site (www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/transportes/vida_segura).

Acidentes de trânsito são a segunda maior causa de mortes de jovens entre 15 e 29 anos na cidade. Em 2017 foram registrados 15.455 acidentes, sendo 13.483 ocorrências com vítimas e 762 resultaram em mortes.

Na região da Lapa, as principais vias com ocorrências fatais entre 2015 e 2017 foram as avenidas Embaixador Macedo Soares, Jaguaré e Francisco Matarazzo, com 109 mortes no período, a maior parte causada por atropelamentos (35%). O público presente na reunião pediu medidas para aumentar a segurança para ciclistas na região da Barra Funda e colocação de faixas de pedestres na Vila Romana e entorno do PS da Lapa. Flavio Soares, da Ciclocidade (Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo) apontou as dificuldades dos ciclistas que transitam pela Lapa.

Para Almir Mattos, representante da CET que participa das reuniões dos conselhos de segurança da região, afirma que priorizar pedestres e ciclistas é algo irreversível. “Em 2005 tínhamos 14 mortes por 100 mil habitantes. Em 2011 assinamos o protocolo com a ONU e já começamos a contagem. Em 2011 foram 12 mortes e em 2017 conseguimos chegar em 6, 56 mortes por 100 mil habitantes. A meta é chegar em 6 em 2020, e 3 em 2028. O foco não é mais o carro, mas o ciclista e os pedestres, os mais vulneráveis”, diz.

O subprefeito Carlos Fernandes falou sobre obras de acessibilidade realizadas na Lapa, o grande fluxo de pessoas que circula na região e da parceria com a CET e Bloomberg Philanthropies, que irá requalificar as ruas Coriolano, Pio XI, Nossa Senhora da Lapa e Tomé de Souza, com a instalação de novos semáforos, placas de sinalização e alargamento de calçadas para aumentar a segurança de pedestres e ciclistas.

O plano Vida Segura prevê medidas de acalmamento de tráfego como o reordenamento de fluxos, redução de velocidade máxima, colocação de lombadas e faixas elevadas, entre outros.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA