Conselheiros comentam devolutiva sobre PIU

0
1077

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Conselho Participativo Municipal da Lapa debate resposta da prefeitura sobre o PIU

Na reunião do Conselho Participativo Municipal (CPM) da Lapa, na quarta-feira (10), os conselheiros discutiram a devolutiva da SP Urbanismo em relação ao oficio enviado com 17 questionamentos sobre o PIU Leopoldina. Os conselheiros entendem que as respostas foram evasivas, sem esclarecer pontos considerados importantes como a garantia da formação de um conselho deliberativo. Foi feita uma comparação com a Operação Urbana Consorciada Água Branca, cujo projeto de lei teria menos lacunas do que a proposta do PIU e, mesmo com os recursos financeiros já existentes, as comunidades esperam há anos as benfeitorias habitacionais previstas. Os conselheiros apontam que é necessário ter uma garantia de solução de habitação já prevista na lei, especialmente para a comunidade da Linha, que será contemplada em um segundo momento do projeto.

Também foi apresentado o caso da comunidade do Jardim Humaitá, com a remoção de mais da metade das 470 famílias que estão em um local considerado de risco prevista para acontecer entre os dias 22, 23 e 24 de abril. Os conselheiros afirmam que é importante acompanhar a remoção para que ela ocorra de forma pacífica.

Um morador de Perdizes que acompanhou a reunião levou questões de zeladoria para o encontro e cobrou que a Subprefeitura Lapa atualize o site na parte em que é apresentada a execução orçamentária. As últimas informações que estão disponíveis no site são de setembro de 2018.

Acampamento
Outro tema discutido na reunião do CPM Lapa foi o acampamento montado na Praça Conde Francisco Matarazzo Junior. Um grupo de pessoas estaria no local para aguardar o show do grupo coreano BTS, que será realizado nos dias 25 e 26 de maio, e assim conseguir um bom local para assistir a apresentação. Antes, os fãs estavam instalados próximos à bilheteria do Allianz Parque, onde a banda pop irá se apresentar, mas com os jogos e outros eventos no estádio eles tiveram que se mudar para a praça. Moradores do entorno reclamam da situação por ter desvirtuado o uso da praça, pelo barulho no local no período noturno e pela falta de iluminação no local, que dificulta a identificação de atividades suspeitas. Questionado sobre o assunto, o subprefeito da Lapa Leo Santos afirma que, da mesma forma como é feito com as reclamações da população em situação de rua, as equipes da subprefeitura já estiveram no local e pediram para que as pessoas retirassem seus pertences pessoais para liberar o espaço público, porém, com a saída dos fiscais, o grupo retorna ao local que estava.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA