Kassab e a sub

0
755

Chama a atenção pesquisa do DataFolha sobre as eleições municipais dando conta do desempenho regional do prefeito Gilberto Kassab, candidato do DEM à reeleição. Segundo o Instituto, ele vai bem em regiões onde, nos últimos três anos e meio a administração DEM-PSDB, ergueu inúmeros canteiros de obras. Em áreas com poucas obras tocadas adiante, o atual prefeito tem seus piores desempenhos. Nesse último caso enquadra-se a região Oeste. Kassab, que na pesquisa geral chega a 15% das intenções de voto, estaciona nos 9% quando se trata do Oeste paulistano.
A experiência jornalística de profissionais que circulam cotidianamente pelas comunidades locais é capaz de acrescentar, ainda que de forma empírica, outros motivos para o fraco desempenho local do atual prefeito. Um deles é o perfil dos gestores escolhidos para comandar a Sub Lapa, uma estrutura que, desde janeiro de 2005, se mostra distante da população e absolutamente impotente e incapaz de formular políticas para o desenvolvimento econômico e social da região.
Numa zona eleitoral fortemente simpática ao tucanato, Kassab terá que remar contra a maré, pois nem mesmo da Guaicurus 1000, sopram ventos que lhe são favoráveis. Tal afirmação não é jogo de retórica. Basta lembrar que na Sub Lapa há quem diga que a construção de rotatórias recheadas de terra e verde é a grande contribuição de uma gestão pública para a defesa do meio ambiente. Somente uma ingenuidade pueril poderia levar a sério esse frágil discurso, que certamente o prefeito não usaria em seu palanque nestas eleições, sob o risco de se expor a uma situação ridícula diante dos aliados Verdes.
O pífio desempenho de Kassab na Zona Oeste vem do desdém com que a população é tratada não só pela administração local, mas também por alguns secretários. Vale lembra a posição do secretário de Saúde, Januário Montone, segundo o qual o HC é a grande referencia hospitalar para quem mora na Lapa, Pompéia, Leopoldina ou Jaguaré. Ou ainda a postura do secretário de Esportes, Walter Feldman, que não soube respeitar o acordo firmado entre Legislativo, Executivo e comunidade, no tocante ao Clube Pelezão.
O prefeito, homem inteligente que é, conhece bem a região da Sub Lapa. Ele sabe que queremos muito mais do que rotatórias verdes. Ele sabe que ainda sonhamos em poder contar com um subprefeito de verdade, que nos ouça e lute por nós, em demandas mais significativas, como, por exemplo, uma estação de Metrô na Lapa.

COMPARTILHE
Próximo artigoPRESTIGIO

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA