Secretário nega fechamento de biblioteca

0
232

Enquanto a comunidade comemora o anúncio de um espaço definitivo para o acervo do Museu da Lapa, um abaixo-assinado circula na Internet pedindo a revogação do Decreto (49.172/2008) que cria o Centro de Memória e Convivência da Lapa, na Biblioteca Cecília Meireles, onde será instalada a documentação histórica do bairro.
O abaixo-assinado encabeçado pelo professor do programa de pós-graduação em Ciências da Informação da Eca – Usp, Edmir Perrotti, alerta que o decreto tenta despistar a extinção de quatro bibliotecas infanto-juvenis, entre as quais a Cecília Meireles, da Lapa. “É inadmissível”, comenta o professor.
Para ele, o decreto passa um rolo compressor na memória cultural da cidade. “A alegação é a falta de público (infanto-juvenil). Eles não cuidam e depois são os habitantes da cidade os culpados pela perda (do espaço)”, diz o professor. “A biblioteca é um importante espaço de formação de leitores”.

Reposta

O secretário Municipal de Cultura, Carlos Augusto Calil, explica que não há intenção de disfarçar o fechamento das unidades. “Não se trata de um fechamento. As bibliotecas que serão transformadas em centros de memória e de cultura (como a Cecília Meireles) manterão acervos circulantes voltados ao público adulto, principal freqüentador destes espaços. Portanto, trata-se de uma ampliação de serviços, que além de emprestar livros, a população também poderá fazer cursos e oficinas que serão oferecidos pelos locais”.
O único caso de fechamento, afirma Calil, seria o da Biblioteca Chácara do Castelo (na Vila Mariana). “Mas, em função da repercussão negativa na imprensa e na comunidade, a decisão será revista pelo Conselho Municipal de Bibliotecas. Lá funcionaria o Centro de recuperação do acervo de periódicos da Biblioteca Mário de Andrade”, afirma o secretário. “O decreto é uma tentativa de dar novo uso aos espaços. Não se trata de redução (de investimentos). De 2005 para 2007 o orçamento da Secretaria dobrou, de R$ 150 milhões para R$ 300 milhões”.
Quanto ao Centro de Memória da Lapa, o secretário comunica que antes de abrigar o museu, o prédio passará por uma reforma, ainda sem previsão de início.

COMPARTILHE
Próximo artigoPRESTIGIO

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA