Leopoldina atrai novo comércio

0
945

Com um intenso processo de verticalização
em andamento, a Vila Leopoldina e a Vila Hamburguesa abrem boas
perspectivas para quem está pensando em montar seu próprio negócio ou
para aqueles que pensam em expansão.
Quem passa pelo eixo formado pela a Avenida Imperatriz Leopoldina, e
ruas Carlos Weber e Barão da Passagem dá de cara com uma nova paisagem,
onde surgem novas marcas ou então grifes já consolidadas. Na
Imperatriz, por exemplo, o consumidor passou a contar com lojas dos
grupos Dell´Anno (móveis planejados), Alô Bebê (vestiário e acessórios
infantis), Lavoisier (Laboratório de Análises Clínicas) e Droga Verde.
Na Rua Schilling, esquina com a Avenida Imperatriz, em breve será
inaugurada uma agência do Bra-desco, empresa que segue a estratégia de
outros concorrentes que elegeram essa via como ponto ideal para
serviços bancários.
Há quem aposte na área de saúde e beleza, tanto é que na Rua Sebastião
Bach (Leopoldina) nasce a Focus, espaço que trabalha com o conceito de
spa e práticas de reeducação de movimentos. O setor do varejo de
alimentos também mostra sua cara na região com a concorrência
disputando espaços preciosos. O grupo Pão de Açúcar inaugurou uma loja
com a bandeira Extra na Rua Carlos Weber abrindo concorrência direta
com a loja Dia do grupo Carrefour, na Avenida Imperatriz Leopoldina.   
Ainda na Carlos Weber e Barão da Passagem surgem negócios na área
gastronô-mica como Cacau Show (chocolateria), Punto Gelato (sorveteria
com produtos Sotto Zero) e Makis Tema-karia (especialidade oriental),
além de um novo centro comercial, o Páteo Leopoldina com lojas
segmentadas em diferentes setores. Na Rua Paulo Franco (Vila
Hamburguesa), a cervejaria Fábrica do Chopp amplia seus serviços e se
transforma num agradável bar com jeito de se tornar um point para quem
busca um chopp bem tirado acompanhado de petiscos bem preparados.
O superintendente da Distrital Lapa da Associação Comercial de São
Paulo, Lus dos Santos, diz que toda essa movimentação é positiva. “A
região em franco desenvolvimento mostra seu potencial e dinamismo”,
afirma Lys. “Existem espaços sendo ocupados pela pequena e média
empresa. Vários empreendimentos são tocados por gente que mora na
região. Isso mostra que a Distrital Lapa está certa em apoiar o
empreendedorismo regional”, acrescenta o superintendente da ACSP-Lapa.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA