O centenário de D. Maria

0
454

Foto:

D. Maria: exemplo de vida com muitas histórias para contar

Chegar aos 100 anos de idade é um acontecimento que merece registro. Atualmente, com a melhora das condições de vida, mais pessoas estão conseguindo chegar a essa idade. Uma moradora da região, Maria Salatino Giorni, acaba de completar seu primeiro centenário e reside na Rua Coari há seis décadas.
Italiana nascida na Calábria, D. Maria chegou ao bairro em 1950, depois de viver por alguns anos em São Carlos, interior de São Paulo, onde trabalhou na lavoura. Quando veio para a capital, morou na Barra Funda. Foi lá que conheceu o marido Pascoal, que era mecânico e depois virou taxista. O casal teve quatro filhos: Nelson, Arlete, Adilson e Agnaldo. Nelson já é falecido, a filha mora em Ribeirão Preto, Adilson é dono de um salão de cabeleireiro na Pompeia e Agnaldo mora com a mãe, na casa onde ela vive desde que se mudou para o bairro.
Torcedora entusiasmada do Palmeiras e com ótima memória, D. Maria lembra que, quando aqui chegou, “era tudo morro, brejo, não tinha nada, só uma vendinha. Eu criava porcos, galinhas e vendia ovos”, diz.
Com o dinheiro que conseguiu economizar, investiu na melhoria da casa onde mora e em imóveis na região. Acompanhou o desenvolvimento da região e recorda que “minha irmã comprou um terreno por sete contos lá no alto do morro (atual Avenida Heitor Penteado). Hoje é um lugar chique”. O filho Adilson lembra que o pai era o único a ter TV e carro nas redondezas. “Os vizinhos vinham aqui em casa assistir TV”, diz ele.
D. Maria trabalhou como cozinheira e tricoteira. Seu molho de tomate da macarronada de domingo da família, ficou famoso com a receita que ela aprendeu na Itália. Adilson conta que ela ia à feira em busca de tomates bem maduros, que depois ficavam cozinhando por horas até chegar ao ponto certo.
Ela superou três cânceres e em 2000 foi atropelada em frente de sua casa, mas conseguiu vencer esses percalços da vida. No último dia 29 de maio, toda a família se reuniu para comemorar o centenário da nossa moradora. Filhos, netos, bisnetos e até a tetraneta estiveram presentes na festa que a família organizou para marcar a data tão importante. Na última edição da Feira de Artes da Villa Pompeia, D. Maria recebeu uma merecida homenagem, que a deixou muito emocionada.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA