Temporal provoca morte e caos na Lapa

0
2906

Foto: Gerson Azevedo

Gerson Azevedo
Viaduto da Lapa: alagamento arrastou veículos

A Lapa se transformou em um caos com a forte chuva que caiu na tarde de quinta-feira (20). De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), a região oeste (onde está a Lapa) foi a mais atingida pelas águas. A média em toda a capital foi de 13,1 mm e na zona oeste, chegou a 49,8 mm, a maior da cidade – quase 50% do esperado para todo o mês de outubro. “As altas temperaturas, combinadas com a entrada do ar frio do mar causaram essa chuva, que foi semi-estacionária e não teve um deslocamento rápido. Choveu em grande quantidade e por um longo tempo em uma mesma região, que foi essa da zona oeste”, afirmou o meteorologista do CGE Adilson Nazário.

Somente no medidor da Lapa, foram registrados 64,6 mm de chuva. O esperado para todo o mês de outubro é de 110 mm. A região ficou sem energia. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), foram registrados alagamentos intransitáveis, um deles na Rua Guaicurus com o Viaduto da Lapa. A água carregou carros para baixo do viaduto e sobre as calçadas. A enchente também atingiu a Rua do Curtume, próxima ao Poupatempo Lapa e Subprefeitura, onde motos e veículos foram levados pelas águas.

Morte – Um jovem de 23 anos foi eletrocutado na Rua Albion por conta da queda da fiação elétrica. Ele foi socorrido pela Assistência Médica Ambulatorial (AMA) do Hospital Sorocabana, mas não resistiu e morreu.

A passagem subterrânea Toca da Onça (que liga a região do Mercado da Lapa a Rua William Speers na Lapa de Baixo) inundou. Pelo menos cinco pedestres que estavam na passagem foram surpreendidos pela enchente no túnel.
Segundo informações de um dos resgatados, quatro pessoas foram retiradas com a ajuda de uma corda e uma mulher foi arrastada pelas águas, mas foi resgatada e encaminhada ao hospital.

De acordo com a Subprefeitura Lapa, na madrugada de sexta-feira (21), agentes da subprefeitura fizeram a limpeza da passagem que (foi fechada na quinta-feira por conta da inundação). Após a conclusão da limpeza, o túnel foi aberto aos pedestres. As ruas da Vila Leopoldina e Pompeia (Raul Pompeia e Barão do Bananal) também ficaram inundadas.

Na sexta-feira, muitos semáforos amanheceram apagados. Um deles em frente ao Mercado da Lapa, na Rua Herbart, continuava inoperante até às 11h.
De acordo com o Sistema de Gerenciamento de Ocorrências Críticas (SGOC), foram registradas 101 quedas de árvores. Só na Lapa foram 55 registros. Muitas caíram sobre carros e outras interromperam o trânsito.

A sexta-feira foi de muito trabalho para as equipes da Subprefeitura Lapa que removeram árvores, fizeram a limpeza das ruas e bocas de lobo e também para a Eletropaulo e Bombeiros.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA