A batata quente de Haddad

1
3935

Vamos imaginar que Fernando Haddad fosse o prefeito da maior cidade do País. Agora vamos fazer de conta que ele não foi reeleito e, nos últimos dois meses de mandato, resolveu iniciar o processo de audiências públicas para uma grande reestruturação urbana, que foi uma de suas propostas de campanha. Você acha que isso faz sentido?

Pois é o que ele está fazendo. A um passo de deixar a Prefeitura, ele marcou quatro audiências públicas para Projeto de Intervenção Urbana (PIU) Arco Tietê, que é parte de sua proposta do Arco do Futuro, alardeada com muito estardalhaço na campanha de 2012. Por que fazer, aos 45 do segundo tempo, o que não conseguiu fazer em quatro anos? Como, ao mesmo tempo em que corta serviços essenciais, como varrição de ruas e distribuição de leite para as crianças, ele planeja um investimento de tamanha monta, que inclui mexer com trilhos ferroviários e em uma das principais vias expressas da cidade?

Se o problema de sua gestão não foi incompetência e sim falta de dinheiro, como ele alega, é honesto da parte dele dar o start neste projeto e jogar a bomba para seu sucessor? Para mim, essa é mais uma das provas de que não há volume de recursos que resolva a inabilidade de Haddad. Sem entrar no mérito dos benefícios que a revitalização da região do entorno do rio Tietê pode trazer, considero de mau gosto a tentativa de enganar a população e trapacear seu sucessor, jogando em suas mãos uma batata quente sem solução. Essas audiências só servirão para gastar dinheiro público em sua realização. Doria vai entrar, olhar a casa e traçar suas estratégias. É prepotência querer enfiar goela abaixo seus projetos não executados. Pelo visto a transição amigável é mais uma das ações de fachada, que foram a especialidade desta gestão.

1 COMENTÁRIO

  1. Prezado Carlos,

    tem também a questão da falta de medicamentos nos postos de saúde, FLUOXETINA para depressão esta em falta há 60 dias, segundo funcionários, este ano não sera reposto por falta de dinheiro da PMSP, qual a sua opinião?
    Inumeros remédios faltando nos postos de saúde?
    abços

DEIXE UMA RESPOSTA