Vila Anglo celebra 90 anos com relançamento de livro da sua história

0
125

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Morador da Vila Anglo Brasileira, Leandro Gatti reúne histórias do bairro em livro

A Vila Anglo Brasileira comemora no dia 8 de agosto seus 90 anos. Para celebrar a data, será realizada uma festa na Escola Estadual Mauro de Oliveira (Rua Pedro Soares de Almeida, 137) no sábado (5), a partir das 13h, onde será lançada uma nova edição do livro “Histórias de Vila Anglo Brasileira – Contadas por alguns de seus mais antigos moradores”, escrito pelo historiador Leandro Antônio Gatti.

O bairro se formou a partir de chácaras de uma área conhecida como “Escolástica Honorata”, em meados de 1865, na divisa entre o “Sítio do Cuca” (atual Bairro Siciliano) e a chácara de Virgílio Goulart (hoje Vila Pompeia), entrecortado pelas águas do Córrego da Água Preta. Apesar da região ser conhecida pela presença da comunidade italiana, o nome do bairro foi uma homenagem aos ingleses que trabalhavam na Estrada de Ferro São Paulo Railway, que passava pela Água Branca e Lapa. Os britânicos também construíram galpões que abrigaram importantes fábricas como a Santa Catarina.

Leandro escolheu contar a história do bairro após ver junto com seu pai uma foto de 1954 da Rua Barão do Bananal, onde é possível ver ao fundo toda a Vila Anglo. O fato do bairro ser ocupado majoritariamente por casas contribuiu para a realização do livro, com uma comunidade onde os vizinhos se conhecem. “A verticalização promove a individualização das pessoas, os vizinhos não se conhecem. Em bairros tradicionais as pessoas se conhecem. Não é uma questão de saudosismo, mas integração social visando melhorias no bairro”, declara. Leandro explica o que o motivou a escrever o livro. “O bairro merece essa homenagem. Sempre foi o patinho feio da região, mas eu não concordo. Ele tem uma história riquíssima e as pessoas têm que ter acesso à ela. Também quero que as pessoas saibam que existem organizações que lutam pelo bairro”, diz ele sobre grupos como o MAVA – Movimento dos Amigos de Vila Anglo.

Além de ser o berço da escola de samba Águia de Ouro, o bairro também foi o centro de formação de diversos times locais como o Corinthians Pompeiano e o Peñarol, cujo nome é uma homenagem ao time uruguaio. A Vila Anglo também foi cenário do filme “Reflexões de um Liquidificador”, de 2010. Quem quiser saber mais sobre a história do bairro pode acessar o site (www.historiadavilaanglo.wordpress.com).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA