Artista leva cor e arte à escadaria da Ipojuca

0
710

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Artista plástico Antonio Massola cria obra em escadaria com símbolos do positivismo

A escadaria que liga as ruas Aibi e Rodrigues de Campos Leite, na Vila Ipojuca, ganha cara nova. Isso graças ao trabalho do artista plástico Antonio Massola, responsável também pelas carpas pintadas na escadaria da Avenida Sumaré, na Praça Irmãos Karmam.  Na escadaria da passagem conhecida como Maldonado, os 166 degraus ganha símbolos de positivismo, entre eles um olho egípcio, yin e yang, mão de Fátima, estrela de Davi, espírito santo, símbolo da paz e amor e do infinito. Morador de Perdizes, sua primeira experiência foi em uma escadaria de 37 degraus na Rua Apinajés, na altura do número 1270. “Eu queria levar um trabalho para rua com um suporte diferente, nem no piso, nem na parede. E pensei que a terceira dimensão seria interessante, apesar de ser muito mais difícil porque precisa distorcer o desenho”, afirma o artista.

Antonio Massola contou com o apoio de algumas empresas locais para a realização da obra na escadrai da Rua Aibi, que contará com cerca de 10 a 12 galões de tinta, e cada galão custa em média R$ 400. A Prefeitura Regional da Lapa realizou a limpeza da escadaria antes da intervenção começar. O artista fala que a expectativa que a obra dure pelo menos dois anos, afinal está exposta a chuva, vento e outras intempéries, mas diz ser gratificante contribuir para a beleza da cidade. “A gente pode fazer algo pela cidade, e assim promove um bem-estar visual”, declara.

Os vizinhos da Rua Rodrigues de Campos Leite, o casal Paulo Burini e Dalva Gomes aprovam a intervenção urbana que ganharam do lado de casa, mas pedem atenção para a zeladoria da via. “É um trabalho muito bonito, fica limpinho. Só as árvores que atrapalham a visão, fica muito escuro de noite”, diz Dalva. Os moradores relatam inúmeras tentativas de assalto por sujeitos que se escondem no mato alto e árvores que margeiam as escadas, e afirma que os pedidos de poda são muitos. Pedem também varrição da via, que segundo eles hoje é feita apenas pelos próprios moradores.  O corrimão da escadaria foi uma luta de quatro anos, onde os moradores foram até à Câmara Municipal para pleitear o apoio de segurança.

Antonio Massola deve terminar o trabalho inciado em janeiro deste ano entre setembro e outubro, para então entregar cor e arte à Vila Ipojuca. Quem quiser conhecer outros trabalhos do artista com restauração e pintura de pontos famosos da cidade pode acessar sua conta no Instagram.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA