Entidades discutem problemas dos bairros na Agenda Positiva

0
107

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Representantes de entidades da Lapa e Pirituba discutem demandas das regiões

Representantes de entidades participaram da reunião da Agenda Positiva na quinta-feira (5) no Sesi da Vila Leopoldina. A iniciativa busca discutir demandas das regiões da Lapa e Pirituba e cobrar soluções do poder público.

Umberto Sarti e Carlos Alexandre da Associação Viva Leopoldina falaram da movimentação contra a instalação do CTA (Centro Temporário de Acolhimento) no bairro. “O tratamento não está correto com os moradores de rua, estão só gastando recursos com as ONGs e trazendo o problema para dentro do bairro, da Rua Manuel Bandeira para a Avenida Imperatriz Leopoldina”, afirma Sarti sobre o lugar em que funcionava a antiga garagem da CMTC e onde foram colocados contêineres para a instalação do CTA. Carlos Alexandre afirma que a prefeitura, em resposta a um ofício encaminhado sobre o caso, disse que o local da garagem serve apenas para armazenar os contêineres antes da criação do centro de acolhimento. A associação considera importante o equipamento social e sugere outras áreas para a implantação do CTA, uma vez que o terreno da antiga garagem está contaminado.

Edna Martins também manifestou a mobilização dos moradores da Lapa de Baixo contra o CTA na Rua Capitão José Inácio do Rosário, em uma área que o prefeito regional da Lapa, Carlos Fernandes, teria sinalizado para a instalação de uma UBS. Ela organizou um abaixo-assinado que já conta com mais de 2 mil assinaturas contra o CTA. Para Rosana Altafin, presidente da Associação Amigos da Lapa de Baixo (AALB), o CTA deve aumentar a população em situação de rua no bairro, e acarretar em um aumento da violência.

José Trindade Celis, gestor do Parque Orlando Villas-Bôas, falou dos trabalhos de manutenção que realiza na área verde, além da contratação de equipes de segurança para coibir invasões e depredações do equipamento que está fechado desde 2015. Pede também o apoio da comissão de meio ambiente da OAB Lapa para encaminhar a questão na parte jurídica e permitir a reabertura do parque. Entre os outros temas que foram discutidos na reunião está a ponte que liga Pirituba à Lapa, a reabertura do Hospital Sorocabana e a recuperação de crianças em situação de vulnerabilidade social através do esporte.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA