CTA e ponte são discutidas na reunião da Agenda Positiva

0
788

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Representantes de entidades e moradores das regiões da Lapa e Pirituba

Representantes de entidades e moradores das regiões da Lapa e Pirituba se reuniram na segunda-feira (13) para o encontro da Agenda Positiva, no Tendal da Lapa. A iniciativa busca discutir demandas dos bairros e cobrar soluções do poder público.

Entre os assuntos discutidos esteve o CTA (Centro Temporário de Atendimento) da Lapa de Baixo. Moradores acreditam que o equipamento poderá prejudicar o bairro, no que diz respeito ao aumento da violência e desvalorização dos imóveis. Rosana Altafin, presidente da Associação Amigos da Lapa de Baixo (AALB) falou sobre sua experiência ao visitar o primeiro CTA da gestão, no centro da cidade, e relata não ter visto irregularidades. Ela também se dispôs a acompanhar a unidade da Lapa de Baixo e agir caso qualquer prejuízo seja constatado.

Jairo Glikson, presidente do Conseg Leopoldina, falou do projeto da ponte que ligará Pirituba a Lapa pela Avenida Raimundo Pereira de Magalhães. A obra foi criticada por moradores da Lapa por não conter uma alça de acesso à Marginal Tietê, o que pode aumentar o trânsito dentro do bairro. Glikson explica que outro problema da construção é o estudo de impacto ambiental, que foi realizado pela SP Obras, responsável e interessada na construção da ponte. No encontro também foi discutida a necessidade de lutar por melhorias nos equipamentos de saúde da região.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA