Comerciantes criticam proibição de estacionamento na Vila Leopoldina

0
222

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Dawton Gaia da CET dialoga com comerciantes da Rua Guaipá

Comerciantes da Rua Guaipá, na Vila Leopoldina, se reuniram na terça-feira (3) com Dawton Gaia, gerente de Engenharia de Tráfego Noroeste da CET. O encontro foi organizado por Umberto Sarti, presidente da Associação Viva Leopoldina.

Desde maio, os comerciantes questionam a colocação de placas com proibição de estacionamento na via. Eles relatam que a medida só beneficia os motoristas de ônibus, que trafegam em alta velocidade, e perguntam por que os donos de comércios não foram escutados durante a realização do estudo para a proibição de estacionamento. Entre as reclamações está a dificuldade para a carga e descarga de mercadorias e a falta de comunicação da medida, sendo que no primeiro dia após a instalação das placas cerca de doze carros foram guinchados. Também foi solicitada a repintura das faixas na rua, de forma que a via fique mais larga para os veículos.

Jairo Glikson, presidente do Conseg Leopoldina, falou sobre o processo de adensamento pelo qual o bairro está passando e cuja tendência é aumentar nos próximos anos.
Da mesma forma como foi o diálogo com comerciantes da Rua Clélia, Dawton Gaia afirmou que nenhuma medida da CET é irreversível e que é possível chegar a um denominador comum para agradar a todos. Ele se prontificou a realizar um novo projeto, com a proibição de estacionamento apenas de segunda a sexta-feira nos horários de pico, das 6h às 9h, e das 17h às 20h, previsto para ser implantado até o dia 6 de agosto.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA