Zona Oeste em transformação

0
3602

A região da Lapa é uma das que mais tem recebido investimentos imobiliários privados. Esta expansão do número de empreendimentos deve continuar em ritmo acelerado pelas próximas décadas, impulsionada pelas políticas de transformação urbana de áreas que antes eram industriais ou tinham outra destinação, como a Ceagesp e a área da Votorantim.

Só no curto prazo já há três grandes projetos com o objetivo de ampliar o adensamento na região – PIU Leopoldina, PIU Ceagesp e a revisão da Operação Urbana Consorciada Água Branca, que já está em discussão na Câmara. Mais do que o crescimento normal do bairro por conta de seus atrativos para o investimento privado, estes projetos pretendem dar forte incentivo público a um maior adensamento.

O desenvolvimento em si não é algo ruim, mas é fundamental compreender que o mesmo deve, como condição essencial, ter uma contrapartida de investimento público na adequação da infraestrutura ao novo volume populacional que se planeja. A população da região deve ser parte deste processo de discussão porque ela é que vai sofrer os efeitos bons e ruins deste desenvolvimento. É com esta preocupação que estou exigindo que a Câmara realize audiências públicas sobre a OUCAB em todas as regiões afetadas.

Em uma primeira análise as alterações ampliam o incentivo ao desenvolvimento mas reduzem os recursos arrecadados para investimento em infraestrutura, ao diminuir substancialmente o valor dos Cepacs.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA