Sob nova direção

0
653

E passou o período eleitoral. Hora de voltar aos ânimos de sempre e buscar as soluções que tanto desejamos. O presidente eleito, Jair Bolsonaro, já começou a movimentação para iniciar o seu governo. Algumas medidas foram aclamadas pela população, como a escolha do astronauta Marcos Pontes para o Ministério da Ciência e Tecnologia. Outras, amplamente criticadas, como a fusão dos ministérios do Meio Ambiente e Agricultura, pastas com perfis bastante conflitantes. Após críticas de ambos os setores e repercussão negativa da opinião pública, Bolsonaro afirmou em uma entrevista realizada na quinta-feira (1º) que os ministérios devem ser mantidos separados.

Já no governo estadual, o ex-prefeito de São Paulo João Doria foi eleito. Temos agora o mesmo partido nas administrações do município e do estado. Que isso sirva para uma sinergia nos trabalhos e concretização de melhorias que há muito são cobradas pelos paulistas e paulistanos, como as obras do metrô. Se o alinhamento também acontecer com o governo federal, talvez a saída da Ceagesp da Vila Leopoldina esteja mais próxima de acontecer do que imaginávamos.

Bruno Covas parece ter optado, no ano de 2018, em seguir uma linha muito semelhante àquela do seu predecessor. Vamos ver se no próximo ano o prefeito iniciará uma gestão própria. Enquanto prefeito, João Doria investiu em uma campanha de zeladoria na cidade. Remoção de grafites, mutirão em praças e avenidas, muitas, inclusive, aqui na Lapa, asfalto novo, entre outras. Ele foi criticado por ter levantado essa bandeira, uma vez que a zeladoria é sim muito importante, mas tem pouca durabilidade.

O ano foi bastante conturbado do ponto de vista do orçamento, sempre curto, sem grandes investimentos, cortes em diversas áreas, contratos emergenciais e serviços parados por conta de processos do Tribunal de Contas do Município. Parece que agora tudo está entrando nos eixos. A Subprefeitura da Lapa contratou recentemente a empresa que será responsável pela poda de árvores, talvez um dos principais motivos de reclamação dos lapeanos. Mal o contrato foi assinado e a contratada já teve bastante trabalho por aqui, com quedas de árvores durante a semana. Vamos acompanhar para que os trabalhos de zeladoria sejam de fato rotineiros e deixem de ser uma preocupação dos moradores da região, para que assim, todos possam dedicar seu tempo para acompanhar a construção do novo governo.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA