O impacto do ambiente

0
1738

Felizmente o mundo caminha para uma ampliação da consciência ambiental, com medidas que visam a preservação do planeta como um todo. Para citar uma discussão recente, temos a proibição de canudos de plástico que tem ganhado adesão em vários locais. Talvez por não sofrerem impactos diretamente, muitas pessoas acham que não tem problema quando descartam “apenas uma vez” o óleo de cozinha de forma errada, ou quando usam copos descartáveis ao invés de um de vidro, mas é fundamental agir justamente nessas pequenas coisas do dia a dia.

Na região talvez uma das maiores demandas que envolvem o meio ambiente sejam os pedidos de poda de árvores, geralmente por moradores preocupados com a queda de galhos em suas casas ou que frequentemente ficam sem energia elétrica quando a rede está muito próxima dos exemplares, ou seja, quando são afetados.

Nessa semana tivemos dois casos relevantes que envolvem o meio ambiente. Um foi a remoção de uma árvore sem autorização. Poderiam ter sido removidos dois exemplares, mas, graças à ação dos vizinhos, um antigo pau-ferro foi salvo. É preocupante o fato de que as pessoas que iriam realizar a remoção estavam com uniformes da prefeitura, o que certamente diminuiu os questionamentos se a ação estava autorizada ou não.

O segundo foi a apresentação dos candidatos do Cades, conselho da subprefeitura que lida diretamente com essas questões. É surpreendente que 34 pessoas se interessaram em fazer esse trabalho voluntário, sendo que a maioria das reuniões realizadas no ano passado contou com público baixíssimo.

Os assuntos tratados pelos Cades são pertinentes a todos os moradores da região e é esperado que, independentemente de quem for eleito, todos os 34 candidatos participem das reuniões este ano. Não é preciso ser um conselheiro eleito para trabalhar por um bairro mais saudável.

Devemos utilizar a tecnologia a nosso favor no que diz respeito à administração pública. Muitas pessoas reclamam do serviço do 156, pela demora das respostas ou pela conclusão de serviços que não foram feitos. Mas os cidadãos também devem fazer sua parte. Ao acessar a opção “Dados Abertos”, no site do 156, é possível visualizar a tabela com todas as demandas da cidade. Ao selecionar a região da Lapa e os pedidos de poda, é possível ver que muitas entradas estão cadastradas de forma errada, como solicitação de tapa-buracos, cadastrados na opção “árvore”, entre outros. Esses dados são uma excelente ferramenta para a prefeitura planejar a execução dos serviços e os moradores terem suas demandas atendidas de forma mais rápida.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA