Subprefeitura realiza caravana de serviços

0
1058

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Cid Torquato, Leo Santos e Daniel Glaessel Ramalho com equipes da caravana

Entre quarta e quinta-feira a Subprefeitura Lapa atendeu 113 pessoas durante a Caravana de Serviços Municipais para Pessoas com Deficiência. Foram oferecidos atendimentos variados como os da SP Trans, CATe (Centro de Apoio ao Trabalhador e Empreendedor), Justiça, entre outros.

Cid Torquato, secretário municipal da Pessoa com Deficiência, acompanhou a ação na quinta-feira (28), ao lado do subprefeito Leo Santos e Daniel Glaessel Ramalho, presidente da Prodam (Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Município de São Paulo), que é a parceira tecnológica da Prefeitura que atua como integradora estratégica de soluções de tecnologia da informação e da comunicação. “A caravana tem o objetivo de levar informações e serviços para a sociedade em geral, mas principalmente para os munícipes com deficiência e suas famílias, para aumentar o conhecimento sobre seus direitos e sobre os serviços públicos que eles podem desfrutar”, afirma o secretário. Torquato também ressaltou a importância da divulgação de ações como essa. “O grande desafio é ajudar a mobilizar as pessoas, porque se elas não têm conhecimento é muito difícil chegar até elas para dizer que vai acontecer uma caravana como essa”, completa.

Daniel Glaessel Ramalho falou sobre o trabalho da prefeitura para melhorar o atendimento ao cidadão. “Essa preocupação é constante, de desburocratizar e melhorar a oferta de serviços para a população e trazer reforços em ações pontuais como essa, para promover a integração cada vez maior no dia a dia das nossas praças de atendimento, especialmente das subprefeituras, de forma que a gente possa atender camadas da população que têm dificuldade ao acesso dos serviços. Todos nós temos dificuldades com a burocracia brasileira e quem tem uma limitação maior sofre duplamente. A ideia é auxiliar usando os recursos que a prefeitura tem e a expertise da Prodam para trazer para dentro das linhas de produção dos nossos serviços novos sistemas, já com toda a preocupação dessa inclusão”, afirma.

Segundo o subprefeito Leo Santos, ações semelhantes deverão fazer parte do calendário da subprefeitura. “A subprefeitura abriu as portas para essa ação e o Cid é um grande parceiro nosso. A gente pretende fazer parcerias de consultoria junto à Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e com a Comissão Permanente de Acessibilidade (CPA) para tornar nossas obras, principalmente as obras públicas, acessíveis fisicamente e ter isso como norma na região. Na própria subprefeitura, pelo prédio ser tombado, as dificuldades para fazer isso aumentam, mas não desistimos. Conversamos com o Cid para fazer caravanas como essa de forma permanente”, diz.

Outra ação prevista pela Subprefeitura é realizar um evento para discutir a integração das pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Leo Santos afirma que no próximo processo de seleção de estagiários, a ideia é contatar uma PcD. “O estágio é o passo inicial para dar um empurrão na vida dessas pessoas e é isso que a gente procura trazer para a administração da Lapa”, declara Leo Santos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA