CPM apresenta balanço do semestre

0
450

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Gleuda Apolinário, coordenadora geral dos CPMs, participa de reunião na Lapa

Na reunião do Conselho Participativo Municipal (CPM) da Lapa, realizada na quinta-feira (11), o coordenador Antonio Zagato apresentou um balanço dos trabalhos realizados no primeiro semestre de 2019.

Em seis meses foram feitas discussões sobre a reabertura do Hospital Sorocabana, remoção de moradores da comunidade do Jardim Humaitá, impactos dos eventos realizados no Allianz Parque, tentativa de instalação de uma carreta oftalmológica no terreno destinado à UBS da Vila Ipojuca, falta de especificações no Projeto de Intervenção Urbana (PIU) Vila Leopoldina/Villa-Lobos, revisão do Projeto de Lei da Operação Urbana Consorciada Água Branca (OUCAB), visita ao Centro Temporário de Acolhimento da Lapa de Baixo, além de interlocuções com outros conselhos da região. Foi mencionado ainda o trabalho da conselheira Jacqueline Sotanyi Araujo no acompanhamento do orçamento da Subprefeitura Lapa, que teve dificuldades em conseguir informações completas sobre os gastos e custos.

A reunião contou com a presença de Gleuda Apolinário, nova coordenadora geral dos CPMs, que apresentou um diagnóstico dos conselhos da cidade, com muitas desistências e rotatividade. “Vocês representam seis distritos e cada um tem uma população com demandas específicas. A gestão municipal precisa ter essa escuta, de uma sociedade civil organizada que representa essa população. Quando a gestão entende esse papel de vocês que é crítico, observador, que traz demandas e faz cobranças, mas é colaborativo, isso faz a gestão funcionar melhor”, afirma.

Gleuda Apolinário falou da importância do fortalecimento dos conselhos e reconhecimento pelas subprefeituras do trabalho voluntário realizado pelos conselheiros. “Cada conselheiro aqui representa em média 30 mil habitantes, independente da quantidade de votos que teve, e isso tem um peso grande”, diz. Ela também falou que é fundamental orientar os moradores a utilizarem o portal 156, que funciona como métrica para a Prefeitura quantificar as demandas e avaliar os prazos de atendimento.

Foi anunciada a data da próxima eleição do CPM, prevista para ocorrer no dia 8 de dezembro, com votação somente na subprefeitura. Em agosto será criada a comissão local e publicado o edital do pleito. Os conselheiros aproveitaram a presença da coordenadora para questionar a possibilidade da revisão do decreto do conselho, especialmente na questão da falta de membros. Sem a formação de quórum nas reuniões, o conselho não consegue votar a perda de mandato de conselheiros ausentes e empossar suplentes. Foi solicitado também que os suplentes possam votar, na ausência dos titulares.

Outros temas tratados no encontro foram a remoção de mesas na Praça Desembargador Edgar Moura Bittencourt e a mudança em UBSs da região que eram da administração direta e serão geridas por Organizações Sociais (OS).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA