Trabalhadores e usuários querem reverter gestão de UBSs por OS

0
894

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Usuários da UBS Jardim Vera Cruz se posicionam de forma contrária à gestão da OS

Na reunião da Supervisão Técnica de Saúde Lapa/Pinheiros, na quarta-feira (24), trabalhadores e usuários das UBSs Jardim Vera Cruz, de Perdizes, e Vila Romana, pediram aos conselheiros que cobrem esclarecimentos sobre a mudança de gestão dos equipamentos de saúde da administração direta da Prefeitura para a Organização Social (OS) Associação Saúde da Família. Os grupos relatam que não foram informados previamente sobre a mudança, e só descobriram a troca de gestão com a publicação no Diário Oficial do Município, no início do mês.

A coordenadora da Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) Oeste, Adaildes Fernandes Pinheiro Zilli, chegou a se reunir com os funcionários, mas eles afirmam que não tiveram todas as respostas desejadas, por exemplo, se haverá metas de produtividade estabelecidas pela OS, quais serão os contratos e planos de trabalho, quais critérios foram utilizados para escolher essas duas UBSs e o porquê do conselho não ter sido comunicado. “Temos funcionários que estão há mais de vinte anos na unidade, já têm vínculo com a população. Nos sentimos destratados e desvalorizados, além de ser um desmonte do serviço público de saúde”, relata uma médica. Os funcionários questionam se com o dinheiro que será repassado à OS não seria possível chamar profissionais concursados para as vagas administrativas, com vínculo direto com a Prefeitura.

Arminda Gonçalves da Supervisão Técnica de Saúde Lapa/Pinheiros afirma que a CRS acompanha todas as necessidades das UBSs e de seus funcionários e que irá auxiliar para que o trabalho seja preservado da forma que está. Antonio Seoane, coordenador técnico regional oeste da ASF, disse que a organização social está na região desde 2015 e que não solicita à Prefeitura a gestão de uma ou outra unidade, nem participa da decisão, que veio da coordenadoria, após ser questionado se haveria interesse econômico nas duas UBSs. “A CRS Oeste nos passou que todos os funcionários vão continuar e que a gente só deve trazer os funcionários administrativos e gerentes. As metas que foram citadas vêm da Prefeitura, não da OS”, afirma.

Usuários da UBS Jardim Vera Cruz se reuniram na quinta-feira (25) para discutir como reverter a decisão. O assunto será debatido em uma reunião extraordinária do Conselho Gestor da Supervisão Técnica de Saúda Lapa/Pinheiros, na segunda-feira (29), às 14h, na Biblioteca Mário Schenberg (Rua Catão, 611).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA