Memória da Vila Romana: Estudante busca antigos operários das fábricas da Vila Romana para pesquisa de mestrado

0
1205

Foto: Reprodução

Reprodução
A Companhia Melhoramentos é um dos temas abordados na pesquisa

Quem trabalhou na região da Vila Romana nas décadas de 50 ou 60 pode contribuir com o projeto de Caroline Nocetti, aluna no curso de pós-graduação em Estudos Culturais na USP/EACH. Ela está desenvolvendo seu mestrado com uma pesquisa sobre a memória operária da Vila Romana e a relação daquele tempo com a construção da identidade do bairro.

Ela utiliza a metodologia da história oral e realizará as entrevistas pessoalmente na Biblioteca Mário Schenberg (Rua Catão, 611). Quem nasceu entre 1930 e 1940 ou quem tiver familiares que nasceram nesta época pode colaborar com a pesquisa ao contar histórias das fábricas antigas e memórias da vida no bairro. Interessados devem entrar em contato pelo e-mail caroline.nocetti@gmail.com ou ligar para (11) 97548-7636.

Resumo da pesquisa:

Título: Memória Operária e Lugar de Memória: um estudo sobre a Vila Romana (SP)

Resumo: O vertiginoso processo de verticalização da Vila Romana, pertencente ao Distrito da Lapa, região oeste do município de São Paulo, que antigamente sediava fábricas e residências de operários, apaga o que um dia foi um dos bairros industriais mais importantes de São Paulo. Ligada a um modo de vida e uma cultura industrial não tão distante, a Vila Romana encontra-se em profunda modificação no presente, a presente pesquisa tem como objetivo registrar e construir a memória associada ao trabalho e a ressignificação do território, a partir das memórias e registros de história oral com antigos operários das fábricas situadas na região.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA