Matarazzo fala sobre gestão da cidade e negócios na ACSP

0
118

Foto: Raissa Sousa

Raissa Sousa
Andrea Matarazzo participa de debate com diretores-superintendentes de distritais

Andrea Matarazzo foi convidado para realizar uma palestra na Distrital Oeste da ACSP na quarta-feira (6). Com o tema “Como a gestão da cidade pode ajudar o comércio”, Matarazzo apresentou um panorama estrutural da cidade, citando os dados do Mapa da Desigualdade 2019, divulgados na terça-feira. “A periferia tem 50% da população e somente 20% dos empregos, a maior parte deles informais. Os problemas que temos na região central são reflexo do abandono das periferias”, disse.

Outro tema da palestra foi a relação da Prefeitura com a promoção de emprego. “Essa administração está legalizando 70 mil ambulantes, o que dá para entender com o elevado número de desemprego no país, mas cada ambulante desemprega dois trabalhadores da economia formal”, afirmou. Matarazzo também falou sobre questões específicas da região. “A Lapa é organizada. Os cidadãos se sentem lapeanos, não paulistanos. É um bairro que tem muita vida própria e luta pelos seus interesses. Já os governos se interessam por projetos que deixam marcas de gestão, ou seja, grandes obras, mas o papel do prefeito é deixar a cidade em ordem, porque isso promove emprego e negócios. A Prefeitura tem que ser indutora do empreendedorismo”, disse Matarazzo, que exemplificou os projetos de interesse da Prefeitura citando a questão dos parques. “Temos aqui o Parque Leopoldina Orlando Villas-Bôas, fechado há anos, e a Prefeitura quer passar os parques abertos à iniciativa privada, mas ainda assim fala em fazer o Parque Minhocão? Não faz sentido”, aponta Matarazzo, que também criticou as obras de drenagem na região da Pompeia, feitas de forma incompleta, e a dificuldade para a realização de podas de árvores, sugerindo que as autorizações poderiam não ser exclusivamente feitas por funcionários da Prefeitura, mas por agrônomos cadastrados e autorizados pelo Município, de forma a agilizar os serviços.

Após a palestra, foi realizado um debate com participação dos diretores-superintendentes da Distrital Oeste, Mario Martinelli, Noroeste, Leonardo Ramos, Sudoeste, Ricardo Granja, e mediação de Marco Cantuária Ribeiro. Foi discutida a importância da Rua Doze de Outubro como polo comercial da cidade e o trabalho da Distrital Oeste da ACSP em unir e apoiar empresários e empreendedores da região.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA