Morador da Vila Anastácio pede ampliação de obra de drenagem

0
502

Foto: Divulgação

Divulgação
Reunião do Grupo de Gestão da Operação Urbana Consorciada Água Branca

Representando moradores da Vila Anastácio, o líder comunitário Joaquim Baldoíno participou da reunião do Grupo de Gestão da Operação Urbana Consorciada Água Branca (OUCAB), na segunda-feira (3).

Ele aproveitou a reunião para entregar um ofício à Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB), à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (SMDU) e ao Grupo de Gestão da OUCAB. O documento, que também foi enviado à Subprefeitura Lapa, aponta os constantes transtornos dos moradores com enchentes e alagamentos durante o período de chuvas, especialmente nas ruas Campos Vergueiro, Camacam, Fortunato Ferraz, Botocudos, Bartolomeu Paes, Araguatins, Conselheiro Olegário e Caiapós, considerada o caso mais grave por conta do retorno de água de uma galeria que invade a EMEI Professora Sarita Camargo.

Com a construção da Ponte Pirituba-Lapa, que pertence ao perímetro da OUCAB, estão previstas obras de drenagem na Vila Anastácio. Baldoíno, que acompanhou as reuniões e audiências públicas sobre a ponte, afirma ter sido informado por representantes da SP Obras que as obras de drenagem serão feitas apenas nos trechos da Avenida Raimundo Pereira de Magalhães e Rua Campos Vergueiro. O documento entregue na reunião da OUCAB pede que a SIURB desenvolva um projeto de drenagem, com novas galerias e bocas de lobo, para eliminar as enchentes. Também alerta que “com o aumento do número de moradores no bairro devido aos novos empreendimentos e com a conclusão da Ligação Viária Pirituba-Lapa, a circulação de veículos nas ruas do bairro aumentarão significativamente e os constantes alagamentos e enchentes prejudicarão o fluxo do trânsito em toda a região”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA