Lapa é uma das regiões mais afetadas pela enchente

0
430

Foto: Divulgação

Divulgação
Veículos na Avenida Marquês de São Vicente

Em um período de 24 horas o volume de água da chuva registrado foi o maior para um mês de fevereiro em 37 anos, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Somente na Lapa, foram 132,7 milímetros. E além de carros presos no trânsito e imóveis inundados, os rios Tietê e Pinheiros transbordaram. Segundo a Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, desde 2005 o Rio Pinheiros não transbordava na integridade de sua extensão. A Defesa Civil recomendou que quem pudesse, deveria ficar em casa na segunda-feira (10).

Segundo o Governo do Estado, o Rio Tietê possui 53 bombas sob responsabilidade do Daae (Departamento de Águas e Energia Elétrica) que passam por manutenção semanal. Em 2019, o desassoreamento foi feito ao longo de 44 quilômetros do rio e retirou mais de 400 mil toneladas de sedimentos como areia e argila, com investimento de R$ 49 milhões. Em 2020, também está previsto um investimento de mais R$ 20 milhões para ações, especialmente no Alto Tietê. Já no Rio Pinheiros, as equipes da Emae (Empresa Metropolitana de Águas e Energia) afirmam que em 2019 retiraram uma carga de sedimentos equivalente à de 28 mil caminhões basculantes, mais 9 mil toneladas de lixo das águas.

Mesmo assim, os dois rios transbordaram e os bairros que ficam entre as marginais, como a Vila Leopoldina e a Vila Anastácio, sofreram graves consequências. O Corpo de Bombeiros recebeu mais de 7 mil chamados desde a noite de domingo (9), entre eles 166 desabamentos, 932 pontos de inundação e 182 árvores caídas na Grande São Paulo.

Escolas públicas e particulares tiveram que cancelar aulas e o prejuízo no varejo chegou a R$ 110 milhões, segundo projeções da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP), com a impossibilidade de lojas abrirem as portas e da chegada de funcionários em seus locais de trabalho.

Há poucos dias do carnaval, a escola de samba Pérola Negra, que tem um galpão embaixo do Viaduto Miguel Mofarrej, perdeu alegorias e fantasias de alas inteiras. A escola é a primeira a desfilar no sábado (22). A Império Lapeano também ficou alagada.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA