Mato alto domina praças da região

0
309

Foto: Reprodução

Reprodução
Praça Diogo do Amaral

A área de atuação da Subprefeitura Lapa conta com mais de 30 mil exemplares arbóreos e aproximadamente 1.380.000 m² de áreas ajardinadas. Um território grande para quatro equipes de corte de grama e quatro de podas.

Desde o início deste ano, muitos moradores têm reclamado da necessidade de realizar a manutenção das áreas verdes. O período de chuva não colabora, fazendo com que o mato cresça mais rápido, mas dois casos chamam a atenção. Um é o da Praça Diogo do Amaral, entre a Pompeia e a Vila Romana, com o mato alto que cobre brinquedos e bancos. Melhorias realizadas no local já apresentam defeitos. “Os portões que foram colocados recentemente estão todos quebrados. Os brinquedos estão cobertos pelo mato e ninguém pode brincar ali. Isso foi revitalizado na época das eleições”, relata uma vizinha. Outras reclamações dizem respeito ao descarte de entulho, como móveis e pneus, e a escuridão durante a noite.

Os problemas não são recentes e em novembro circulou um abaixo-assinado com mais de mil assinaturas cobrando a zeladoria no local. Na época, o então vereador Gilberto Natalini esteve na praça e destinou uma emenda de R$ 150 mil para melhorias como a instalação dos brinquedos, corrimão central na escadaria e mobiliário.

Outra questão da Praça Diogo do Amaral é a presença de uma placa da Prefeitura que indica a revitalização do espaço, um projeto no valor de R$ 97.921,63 com início previsto para novembro de 2020 e prazo de execução em 60 dias. A empresa responsável pelo serviço indicada na placa também causou estranheza aos vizinhos, pois ao pesquisar por seu nome e encontrar o endereço na Freguesia do Ó, o imóvel que aparece não parece ser de uma construtora conforme indicado. Na sexta-feira (19), parte da grama na praça havia sido cortada.

O outro caso é o da Praça Coronel Cipriano de Moraes, na Vila Ipojuca, onde está localizado o ponto de ônibus mais antigo da cidade. Lá o mato também cobriu equipamentos e invade a calçada.

Na apresentação do balanço de serviços realizados em 2020 pela subprefeitura, no primeiro semestre foi realizado o corte de mato e grama em uma área de 1.605.830 m² e no segundo semestre de 1.454.295 m².

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA