Evento virtual discute preservação de córrego na Leopoldina

0
551

Foto: Divulgação

Divulgação
Trecho do Córrego Leopoldina na Rua Passo da Pátria onde é possível ver peixes

A Sabesp e o Jornal da Gente promovem o “Webinar Córrego Leopoldina” na próxima quinta-feira (18), às 10h, sobre as ações já realizadas para a preservação do córrego que possui um trecho aberto visível na Rua Passo da Pátria. O objetivo é apresentar o projeto de despoluição do córrego, um case ambiental de sucesso, e buscar o engajamento da população de sua área de abrangência, como os bairros da Lapa, Alto da Lapa e Vila Leopoldina, sobre a importância da preservação da água e do meio ambiente. Afluente do Rio Pinheiros, o Córrego Leopoldina tem 3,58 km de extensão, com a maior parte canalizada, e foi despoluído em parceria com a Prefeitura de São Paulo. Sua recuperação proporciona mais qualidade de vida e mais saúde para os cerca de 52 mil moradores da região por onde passa. As ações integram o Programa Córrego Limpo e contribuem para o Novo Rio Pinheiros, conjunto de obras e empreendimentos para levar coleta e tratamento de esgoto para a população da bacia, favorecendo diretamente a despoluição do rio.

Participam da conversa Roberval Tavares de Souza, superintendente da Unidade de Negócio Centro da Sabesp, Edilainne Muniz, diretora executiva do Instituto Limpa Brasil, Leo Santos, subprefeito da Lapa, Douglas Formaglio, vice-presidente e coordenador das sedes distritais da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) e Carlos Alexandre de Oliveira, diretor de relações de governo da Associação Viva Leopoldina (AVL). “A Sabesp realiza constante monitoramento das águas do Córrego Leopoldina, desta forma identificamos possíveis oportunidades de melhoria e garantimos agilidade nas ações a fim de que permaneça despoluído, o que beneficia o meio ambiente e proporciona mais qualidade de vida à população. Também contribui diretamente com o Programa Novo Rio Pinheiros e colabora para tornar realidade a transformação de um dos mais significativos rios paulistas”, afirma Roberval Tavares de Souza.

A discussão aproveita a proximidade do Dia Mundial da Água, data criada pela ONU e celebrada em 22 de março, para chamar a atenção de preservar todos os cursos de água da cidade. “Nosso papel como sociedade civil, incluindo associações de moradores e representantes do comércio, é o de se empenhar para manter a limpeza da cidade. Por mais que tenha investimento para a limpeza e saneamento, nunca teremos os rios limpos se a população não contribuir”, afirma Edilainne Muniz.

A Vila Leopoldina que nos últimos anos passa por uma grande transformação urbanística conta hoje com muitos condomínios que, com um número elevado de moradores, são grandes produtores de lixo. Para Carlos Alexandre é fundamental que sejam feitas ações para a destinação correta desses resíduos. “Dentro de casa cada família deve separar o lixo orgânico do reciclável. Tem que existir ações para conscientizar as pessoas da importância da coleta seletiva nos condomínios, seja do serviço público ou privado. No caso das residências é preciso acompanhar quando o caminhão da coleta passa para depositar o lixo na rua no dia certo. E para objetos grandes como móveis, é preciso levar aos ecopontos ou contratar pessoas que vão dar a destinação correta para esse material”, afirma o diretor da AVL.

Já o comércio, setor que também produz um grande volume de resíduos, pode ter um papel social para a conscientização. “O comércio varejista já cumpre várias leis e determinações de exigências municipais no que tange o recolhimento do lixo ao final do dia, mas para além disso os comerciantes usam seus pontos para fazer divulgações de campanhas e ações para toda a população do entorno e clientes. Acaba sendo um canal de colaboração e solução para os problemas do lixo urbano”, explica Douglas Formaglio.

O evento será aberto para todos e transmitido nas páginas do Facebook do Instituto Limpa Brasil (www.facebook.com/Limpa.Brasil.letsdoit) e do Jornal da Gente (www.facebook.com/JornaldaGentePagina).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA