Amor e ódio no palco

0
774

Sintetizar parte da obra de um dos maiores nomes d dramaturgia mundial Willian Shakespeare, por si só já não seria uma tarefa fácil de ser concretizada. Imagine, então, resumir esse denso universo abrindo mão do uso da palavra, tendo como recurso apenas a animação de bonecos manipulados por um grupo de atores.
Esse é o desafio lançado pela Companhia Pia Fraus, que leva ao palco do Sesi Leopoldina a peça “100 Shakespeare”. Segundo o diretor do espetáculo, Wanderley Piras, a proposta desenvolvida foi a de trabalhar com as emoções contidas nos clássicos shakespereanos “Os bonecos entram em cena para trabalhar o amor, o ciúme, a ira e sensualidade”, afirma Piras
A interação bonecos/atores avança numa dramaturgia não linear, apoiada em imagens e músicas, além de interações com a platéia. Dessa forma, quatro cenas-síntese fazem referências a textos consagrados como Hamlet, Macbeth, Otelo, e Sonhos de Uma Noite de Verão. “A música tem dramaturgia explícita. Ela pontua o espetáculo com clímax e anticlímax, valorizando a ação dos protagonistas”, afirma o diretor.
As apresentações, gratuitas, ocorrem de quinta a sábado, às 20h, domingo às 18h. Rua Carlos Weber, 835. È necessário retirar os ingressos com uma hora de antecedência.

COMPARTILHE
Próximo artigoPRESTIGIO

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA