Antiga usina vira estacionamento de caçambas

0
614

RENATA DE GRANDE

A Usina de Compostagem da Vila Leopoldina, desativada em 2004, foi escolhida pela prefeitura para receber as caçambas recolhidas ilegais. No dia 17 de outubro, foi encerrado o contrato de transbordos de inertes. No mesmo dia, a Cetesb, agência ambiental do Governo do Estado, autuou a empresa que ainda recebia esses inertes.
Outra autuação da Cetesb foi a cooperativa de reciclagem, que recebe mais de 40% de lixo domiciliar, pois o Departamento de Limpeza Urbana (Limpurb) não está recolhendo esse material.
De acordo com Gláucia Mendonça Prata, do Movimento Popular de Vila Leopoldina, a maior preocupação da população se refere a lentidão do processo de implantação do parque, destinado a área da usina. “A quantidade é cada vez maior de lixo doméstico que a reciclagem recebe e isso está gerando mau cheiro. Os moradores tem observado e reclamado dessa quantidade e que a Limpurb não recolhe. O Movimento Popular da Vila está questionando o município para o prefeito José Serra e o secretário Andréa Matarazzo e quando é que vai ser liberada esta área para o parque conforme a faixa que o município já colocou. Vou pedir ao Geraldo Rangel, promotor da Justiça do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, que tome uma providência e faça valer o que foi acordado no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que prevê para a área da usina a implantação de um parque”, declarou a presidente do Movimento, que pretende iniciar um requerimento coletivo, com a coleta de assinaturas e títulos de eleitor para posteriormente protocolar no Tribunal Regional Eleitoral, e encaminhar para as autoridades cobrando as promessas feitas.

COMPARTILHE
Próximo artigoPRESTIGIO

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA