Comunidade discute problemas da região

0
842

Representantes da Subprefeitura da Lapa, entidades e empresários estiveram reunidos na tarde da última sexta-feira, 15, para reativar a discussão em torno da Agenda 21 e iniciar a elaboração de um plano local de desenvolvimento sustentável.
O Subprefeito da Lapa, Paulo Magalhães Bressan, abriu o encontro destacando a importância da participação da comunidade no levantamento e discussão de propostas para uma agenda sócio-ambiental para a região da Subprefeitura.
Para Bressan é importante que não se coloque a discussão a serviço de práticas político partidária. “Minha expectativa é que a Agenda 21 seja tratada dentro do seu foco, tirando proveito das reuniões para intervenções que criem um espaço multiplicador”, afirmou ele, lembrando que a Agenda 21 é muito mais que questões ambientais. “Ela passa pela educação e pelas questões de vida das pessoas”.
A reunião foi coordenada pelo assessor de gabinete da Sub Lapa, Luiz da Silva Filho, que falou dos problemas de cada um dos seis distritos da área da subprefeitura. Entre eles, Silva citou os ambulantes, favelas e áreas invadidas na Lapa. Sobre a Leopoldina, ele destacou os problemas de córregos e da caixaria, próxima ao Ceagesp, que ele aponta como um grande gerador de resíduos. Do Jaguaré, as favelas. Um dos problemas levantados foi o de resíduos sólidos. O assessor da Sub Lapa também falou sobre a possibilidade de firmar parcerias para lançamento de um site sobre as discussões da agenda na região.
O encontro foi o primeiro passo na criação de um Fórum da Agenda 21 local e teve o objetivo de conscientização e sensibilização os envolvidos no projeto de desenvolvimento da região. Ficou definido que as pessoas presentes à reunião irão receber um material explicativo sobre o tema. “As reuniões serão quinzenais e o próximo encontro está marcado para o dia 29, às 14h, no auditório da Sub Lapa (Rua Guaicurus, 1000)”, disse o assessor.

COMPARTILHE
Próximo artigoPRESTIGIO

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA