Cesar Callegari fala dos desafios da educação no Brasil

0
10505

Foto: Bárbara Dantine

Bárbara Dantine
Mais de 40 pessoas estiveram presentes, incluindo diretores de escolas

O sociólogo e diretor da Faculdade Sesi-SP Cesar Callegari participou do Café com a Comunidade realizado pela Página Editora e Jornal da Gente em parceria com a ACM e apoio do Yano Gastronomia. Callegari falou sobre os desafios da Educação Brasileira. Membro do Conselho Nacional de Educação, Callegari já foi deputado estadual, membro do Comitê Nacional de Políticas de Educação Básica e Secretário Municipal de Educação de São Paulo, entre outros cargos. No encontro com membros da comunidade e entidades ligadas à educação, Callegari falou sobre os problemas que o País enfrenta em relação ao ensino e as perspectivas para o futuro. “Em tempos de crise as pessoas acham que tem que fazer restrição e economia, mas o desenvolvimento acontece quando você investe em educação”, afirma.

O educador chama a atenção para a gravidade do panorama atual, onde jovens concluem o ensino médio sem ter conhecimentos elementares de português e matemática, além do fato de 40% dos alunos chegarem ao final do ciclo de alfabetização sem de fato estarem alfabetizados. Callegari chama atenção para a proposta do governo de reforma do ensino médio. “Precisa ser reformado o ensino médio que no nosso País é um exemplo de fracasso. Não atende a expectativa da sociedade nem as necessidades do País. A proposta é que se tenha um núcleo comum e outro com partes variadas para contemplar os interesses dos alunos, entre humanas, ciências da natureza, linguagens, matemática e profissionalização (ensino técnico), mas a educação profissional não se improvisa. Temos poucas estruturas de formação profissional e oito milhões de jovens no ensino médio”, afirma.

O sociólogo também falou sobre o déficit dos profissionais da educação, sendo que para algumas matérias como química, física e matemática, os professores não são habilitados para a disciplina que lecionam. Para sanar essa deficiência, foi criada a Faculdade Sesi-SP com objetivo de preparar os profissionais com um modelo moderno, não dividido pelas disciplinas tradicionais, mas por áreas de conhecimento. O objetivo da faculdade é melhorar a qualidade da educação básica, com profissionais capacitados a ensinar de forma prática, contextualizada e significante. Quem estiver interessado pode se inscrever para o processo seletivo através do site da insituição até o dia 26. Os alunos que aceitarem participar da chamada Residência Educacional terão isenção da mensalidade de R$ 990.

Outro tema polêmico tratado no evento foi a PEC 241, que visa limitar o crescimento das despesas públicas. “É necessário que o governo tenha uma redução dos gastos, mas o Brasil tem investimentos em educação muito menores do que em outros países da América Latina e membros do BRIC. Um jovem recebe investimentos do Brasil de US$ 1.800 por aluno, por ano. Os Estados Unidos investe US$ 10.000. A PEC 241, da maneira que está colocada, tira 480 bilhões da educação”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA