Associação de segurança

0
1227

A parceria entre moradores da região da Vila Leopoldina e polícia vem dando resultado positivo para toda a comunidade com a prisão de ladrões de veículos. O reconhecimento da atuação policial e da comunidade foi registrado na última reunião do Conselho Comunitário de Segurança do bairro (Conseg Leopoldina). O comandante da companhia da PM, capitão Rivoiro, homenageou o presidente do Conseg Leopoldina, Jairo Glikson e a diretora Carla Banietti, com a entrega de insígnias de capitão pela colaboração na prisão de Danilo Cosme de Araújo, de 27 anos, o bandido da sacolinha, que aterrorizava as mulheres da região. Ele carregava na sacolinha a arma que usava para abordar as pessoas, geralmente mulheres, e anunciar o assalto, levando a chave e em seguida o veículo com todos os pertences da vítima.

Morador da Vila Pompeia, Danilo foi detido por policiais na sexta-feira (21). Levado ao DP da Leopoldina, ele foi reconhecido por vítimas. Carla Banietti e o grupo Mães da Leopoldina – que conta com cerca de 7 mil mulheres – colaboraram para o reconhecimento do ladrão de carros. A parceria, o trabalho de abordagem da PM e as imagens de câmeras de vigilância, compartilhadas, contribuíram para o êxito dos policiais. “Acho bom o ladrão pensar bem antes de pisar na Leopoldina porque, se vier, vai ser preso”, avisa o capitão PM Rivoiro. Os policiais envolvidos na prisão do bandido e integrantes de sua quadrilha também receberam homenagens da comunidade.

Os últimos indicadores da Secretaria de Segurança Pública revelam queda nos roubos e furtos de veículos no Estado. Os roubos de veículo caíram 8,59% entre janeiro e junho e os furtos de veículo 6,09% neste primeiro semestre. Na região da Leopoldina os indicadores criminais de roubo de veículos seguem a tendência de queda: abril com 27, maio com 25 e junho com 19 registros na área do 91ºDP da Leopoldina. Os furtos de veículos, apesar da oscilação de abril, com 46 registros, para maio com 64, em junho o número caiu para o mesmo patamar de abril: 46.

O sucesso dessa parceria talvez não tenha unanimidade, mas é certo que muitas associações seguem o mesmo caminho: unir forças para atingir melhorias para todos.
A reunião de associações de moradores e empresários realizada quinta-feira na Vila Jaguara é outra iniciativa que segue na mesma linha. A ideia é unir as forças vivas da área da Prefeitura Regional da Lapa e de Pirituba para uma agenda única. Entre os temas está a ponte que vai ligar Pirituba à Lapa, transbordo e abandono de praças, entre outros. Como lembrou a líder comunitária e moradora da Vila Jaguara, Rosi Dias, muitas das pessoas que participaram do encontro nunca tinham atravessado para o outro lado do rio. Foi um momento de novos encontros na tentativa de iniciar a agenda “positiva”, que, na verdade, já teve outras tentativas sem sucesso. O desafio é grande, mas não impossível. Exemplo disso é a parceria da comunidade com a polícia na Leopoldina. Somar é sempre bom, ainda mais se for para benefício de todos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA