Toque de recolher

0
997

Após um ano trazendo aqui os diários da quarentena, chegamos agora ao momento em que foram determinadas medidas emergenciais para combater o atual e pior cenário da pandemia. Medidas essas que, talvez, se tivessem sido implementadas até com mais rigor logo no começo, teriam evitado o impacto que vivemos hoje. Na semana passada falei do recorde de mortes, com 1.910 vidas perdidas, e lamentavelmente superamos essa marca na quarta-feira (10) com 2.349 vítimas em 24 horas.

Reduzir a circulação de pessoas não deveria ser uma ordem dos governos. Todos deviam ter consciência e fazer sua parte de forma espontânea. Claro que cabe aos governos orientar a população e orientações erradas certamente tiveram grande impacto, por exemplo, na crise vivida em Manaus. Mas o nosso povo só aprende pela dor e punição. Frequentemente só respeita a velocidade das ruas e avenidas se estiver diante de um radar, sabe que não pode descartar lixo e entulho de forma incorreta, mas se ninguém estiver olhando o faz mesmo assim, só coloca máscara se houver uma punição pelo não uso. Com direito a vexame internacional por estar sem o acessório de proteção. E se antes da pandemia já tínhamos uma elevada demanda por fiscalização para tentar coibir tudo que acontecia de irregular, como esperar que o poder público reforce esse olhar agora, mobilizando recursos e expondo funcionários para um trabalho que não precisaria existir se as pessoas entendessem o que significa ser um cidadão e defendessem seus deveres e direitos de forma igual.

Pelo menos em algumas questões temos a consciência de que é preciso evitar o desperdício. A região tem aproveitado as doses de vacina que sobram em frascos abertos para imunizar a população seguindo uma lista de inscrição, a chamada “xepa da vacina”. Vale a pena verificar qual a UBS mais próxima de sua casa e deixar seus dados lá para que o equipamento possa se organizar e vacinar o maior número de pessoas possível.

E já que até o fim do mês a vida remota e diante de telas será inevitável para a maioria das pessoas, oferecemos a oportunidade de participar de uma discussão importante. O Jornal da Gente e a Sabesp realizam um webinário na próxima quinta-feira (18) sobre o Córrego Leopoldina, um caso ambiental considerado de sucesso. Participam da conversa o Instituto Limpa Brasil, ACSP, Associação Viva Leopoldina e Subprefeitura Lapa. Sempre é válido lembrar que a natureza depende de nós, do nosso cuidado, mas não mais do que dependemos dela. Que em breve nossa sociedade consiga se reequilibrar da mesma forma que o meio ambiente faz quando todo o ecossistema atua de forma coletiva.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA