Desafios ao ensino básico

0
637

Eduardo Fiora

“Nos dias de hoje, para viver em sociedade, as pessoas têm de estar apreendendo permanentemente, sob pena de ficarem à margem do desenvolvimento”. Esse foi o tom da palestra do ex-ministro da Educação no governo Fernando Henrique, Paulo Renato de Souza, na abertura da Semana da Educação promovida pelas Faculdades Integradas Rio Branco.
Souza lembrou que a moderna Sociedade do Conhecimento impõe novos desafios ao sistema educacional, sobretudo ao chamado ciclo básico (educação infantil, ensino fundamental e ensino médio). “A missão dessas sucessivas etapas é dar às pessoas a oportunidade do desenvolvimento da capacidade de apreender”, afirma o ex-ministro. Assim segundo ele, o ensino básico deve privilegiar o desenvolvimento do raciocínio, do pensamento. Nele o estudante desenvolve a capacidade e compreensão leitoras, além dos raciocínios científico e matemático.
De acordo com Souza, o Brasil deu um grande passo nesse sentido, em 1996, ao receber do falecido senador Darcy Ribeiro,um dos mais renomados intelectuais brasileiros do século XX, o projeto da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, que deu novo rumo ao ensino básico no País. “O governo Fernando Henrique levou adiante e concretizou projeto, que entrava em sintonia com as tendências já verificadas em muitos países desenvolvidos e, até mesmo, em vizinhos latino-americanos”, afirmou o ex-ministro.

Paulo Renato: hoje, o importante é aprender a aprender

COMPARTILHE
Próximo artigoPRESTIGIO

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA