Lapa e Corinthians fazem história

0
717

Foto:

Andrés tem raízes na Vila dos Remédios

Na quarta-feira, 9, uma pequena comitiva lapeana, ao visitar o presidente do Sport Clube Corinthians Paulista, Andrés Sanches, filho de uma família com raízes locais (Vila dos Remédios), conferiu de perto o que está registrado oficialmente no Memorial do clube. “Foi com uma nova indumentária (o branco substituindo o bege) que o time fez seu primeiro desafio no dia 10 de setembro de 1910 contra o temível União da Lapa (um time amador, que impunha respeito aos adversários) fora de casa. Uma derrota por um único gol. O Corinthians entrou em campo com 11 jogadores e saiu com 11 heróis”.
Na ampla sala da presidência, que guarda a taça de Campeão Mundial Interclubes (2000), Sanches conversou descontraidamente com o presidente do Conselho das Associações Amigos de Bairro da Lapa e Região (Consabs), José Benedito Boneli Morelli; o empresário Walter Rivetti; e o diretor do Jornal da Gente, Ubirajara de Oliveira, todos fanáticos corintianos.“Sempre morei na região da Lapa. Nasci e cresci na Vila dos Remédios. Minha família mora ainda por lá. Faz oito anos que mudei para a Bela Aliança”, conta Andrés. “Adoro esse bairro. È bem central, perto das Marginais, o que é importante para mim, pois tenho empresa em Caieiras. Mas vamos ser sinceros. Tem verde demais (risos, ao fazer uma bem humorada alusão ao rival Palmeiras), com tantas praças que temos à disposição”.
Embora tenha uma vida profissional distante do cotidiana do bairro, o lapeano Sanches está preocupado com o futuro da região.“É incrível a força do crescimento imobiliário. As casas vão dando lugar a grandes prédios, mudando o perfil local. Sabemos que é natural a cidade crescer. Mas é preciso ver os limites de tudo isso, sobretudo em relação à questão viária. Sofremos as conseqüências de um crescimento sem planejamento”, avalia o presidente do Corinthians.
Ao falar da situação do clube em 2008, após ser rebaixado para série B do Campeonato Brasileiro, Andrés pede paciência ao torcedor. “Vamos ter um começo de temporada difícil. Renovamos 80% do elenco. As primeiras partidas do Campeonato Paulista vão servir para que os jogadores comecem a se entrosar. Queremos fazer um bom Paulistão e entrarmos bem preparados para a disputa da Copa do Brasil, que vale uma vaga na Libertadores da América. O grande objetivo, porém, é colocar o Corinthians de volta á série principal do campeonato Brasileiro. Para realizar tudo isso, sabemos que não nos faltará o apoio da nossa torcida”.

COMPARTILHE
Próximo artigoPRESTIGIO

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA