Orçamento vai pra outra região

0
629

Foto:

Verbas de Mara e Police Neto (C) foram exceções

O orçamento de 2009 da
Prefeitura de São Paulo aprovado pela Câmara Municipal em dezembro de
2008 – (Lei 14.871), contemplou emendas dos vereadores alocadas nos
diversos órgãos da administração direta do Poder Executivo.
Cada um dos 55 vereador foi contemplado com R$ 2 milhões a serem
alocados em obras e projetos inseridos nas dotações orçamentárias deste
ano.
Sendo assim, o G-8, grupo de oito parlamentares que em 2008 fizeram
campanha nos bairros da Sub Lapa, teve em mãos R$ 16 milhões a serem
aplicados em emendas ao Orçamento. Porém, uma ínfima parte desse
montante beneficiou diretamente a região, conforme mostra o site da
Secretaria Municipal de Relações Governamentais. O vereador Police Neto
(PSDB) é o único do G-8 que aparece no site da secretaria com verbas
liberadas para a Sub Lapa: R$ 200 mil empregados na elaboração do Plano
de Bairro da Vila Leopoldina. A vereadora Mara Gabrilli, embora não
aparecendo no site, garante que liberou seus R$ 2 milhões para
aplicação em programas de assessibilidade, sendo que parte desses
recursos será usada na reforma das calçadas do Cemitério da Lapa (R$500
mil). Fora esses dois montantes, mais nada do G-8 foi direcionado para
bairros da região.
Do gabinete do vereador Milton Ferreira (PPS), que não faz parte do
G-8, saíram R$ 250 mil, direcionados para a Sub Lapa, em programas de
conservação de galerias, canais, córregos e serviços complementares.

Moradores cobram vereadores

Preocupado com o futuro das emendas do Orçamento Municipal para 2010,
que em breve começará a tramitar pela Câmara Municipal, o Núcleo de
Ação Local Vila Romana (NAL-Romana) planeja encontro com os vereadores
do G-8, como forma de debater comunitariamente o destino das verbas,
buscando recursos para a região da Lapa.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA