Vendo com os próprios olhos

0
1100

Foto:

José Luiz Batista

 

Após inúmeros pedidos de abertura para dialogar sobre os problemas do maior entreposto da América Latina, a Ministra da Agricultura Katia Abreu visitou o espaço nesta semana para conhecer a realidade do local em que circulam 50 mil pessoas por dia. Durante sua caminhada, ela foi acompanhada pelos permissionários que, a todo o tempo, se mostraram contra a mudança sem haver um projeto concreto.

 
Dentre as principais reivindicações, está o fato de que a categoria tem sido excluída das discussões pela atual administração da Ceagesp e pelo poder público. Também foi destacada a insatisfação com a atual gestão do entreposto, que não é transparente em relação a taxa de condomínios paga pelos permissionários, pois o aumento dos últimos dois anos foi de 35% acima da inflação sem uma justificativa válida.

 
O Sincaesp concluiu um estudo que apresenta uma solução viável e de baixo custo para resolver grande parte dos problemas relacionados ao entreposto e que envolveria poder público e privado integrados. O objetivo em comum deve ser zelar pelo Ceasa SP e encontrar a melhor solução para aqueles que fazem do entreposto o maior centro de distribuição de alimentos do Brasil.

 
Este foi um importante passo para o início do diálogo com a ministra, que concorda que toda mudança deve ser bem planejada, discutida e executada com tempo. Ela se dispôs a ouvir o que temos a dizer e reconheceu o valor que o local tem não só para São Paulo, mas para todo o país. Aguardemos.

 

 

Artigo por José Luiz Batista

 

 

José Luiz Batista é presidente do Sincaesp – Sindicato dos Permissionários em Centrais de Abastecimento de Alimentos do Estado de São Paulo

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA