Operação especial não cessa irregularidades

0
982

O Allianz Parque, nova arena alviverde, abrigou na quarta-feira, 2, sua primeira final. A partida entre Palmeiras e Santos sagrou o Palestra tricampeão da Copa do Brasil 2015 nos pênaltis. E como era de se esperar, o torcedor palmeirense compareceu não apenas às arquibancadas como também à Rua Palestra Itália, onde aproximadamente 20 mil acompanharam a partida. Apesar do combate ao comércio irregular de bebidas, a massa de torcedores tinha à sua disposição tanto na Rua Palestra Itália, quanto na Caraibas, na Venâncio Aires e Diana, bebidas alcoólicas, churrasco e até food trucks. Na Avenida Francisco Matarazzo, a Polícia Militar conteve as ocorrências.

O trabalho de minimizar os impactos dos jogos é resultado das ações propostas pelo grupo que reúne a Subprefeitura Lapa, as secretarias municipais de Transportes, Segurança Urbana e Serviços, além de membros da Polícia Militar de São Paulo, Allianz Parque, do Palmeiras e dos shoppings Bourbon e West Plaza. O grupo se reuniu na quinta-feira, 26 de novembro, no Allianz Parque, para discutir as ações. Entre as medidas adotadas, houve aumento do efetivo, tanto no policiamento, quanto nas equipes da Subprefeitura Lapa e da Guarda Civil Metropolitana, que desenvolveram uma ação intensiva na fiscalização do comércio ambulante irregular da região. Para reforçar as ações, a Sub Lapa contou com o apoio de equipes de apreensão das Subprefeituras Pirituba, Pinheiros e Sé, totalizando cerca de 50 funcionários e 11 veículos para o desenvolvimento das atividades.

Cerca de 160 funcionários trabalharam na limpeza da região em três turnos, na quarta e na quinta-feira, com o apoio de caminhões nos serviços de varrição, coleta de papeleira e mecanizada, recolhimento de resíduos domiciliares, além da limpeza de bocas de lobo e lavagem das vias. No total, foram removidas 27,2 toneladas de resíduos da região. Foram danificados, um poço de visita, 27 papeleiras e 8 cestos aramados.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA