Memorial é sede da Bienal Internacional da América Latina

0
54

Foto: Maria Isabel Coelho

Maria Isabel Coelho
A 1ª Bienal Internacional de Arte Contemporânea da América do Sul fica na Galeria Marta Traba (Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664) até dia 15 de outubro com entrada gratuita pelo portões 2 e 5 do Memorial da América Latina

O Memorial da América Latina está entre as 84 sedes que integram o roteiro da 1ª Bienal Internacional de Arte Contemporânea da América do Sul, a BienalSur. Segundo o argentino e organizador da BienalSur, Aníbal Jozami, a proposta é promover um diálogo entre alguns dos artistas mais renomados da América do Sul.

A mostra contemporânea reúne obras de arte, vídeos e instalações sonoras de mais de 300 artistas distribuídas por 100 exposições em 32 cidades de 16 países dos cinco continentes. São 2800 projetos, dos quais, 300 trabalhos de artistas brasileiros estarão expostos nas sedes estrangeiras da BienalSur.

A abertura da mostra no Memorial da América Latina, na quarta-feira (5), marcou a etapa Brasil com três exposições simultâneas na Galeria Marta Traba: El Mundo Cabe En Una Obra, Memórias de Corpo e Sombras – Coleção de Coleções –com instalações de vídeo de diversas coleções sul-americanas, e Sombras para Llevar – mostra interativa da argentina Juliana Iriart, que convida o público a posar para “materializar a sua sombra”, na posição que desejar.

Para Aníbal Jozami, as novidades tecnológicas representam um modelo inédito no campo artístico. “O que estamos tentando, em um momento de tantas intolerâncias e muros no mundo, é criar uma ferramenta de integração regional, capaz de eliminar as fronteiras através da arte”, conclui o organizador.

A 1ª Bienal Internacional de Arte Contemporânea da América do Sul fica na Galeria Marta Traba (Avenida Auro Soares de Moura Andrade, 664) até dia 15 de outubro com entrada gratuita pelo portões 2 e 5 do Memorial da América Latina. Estacionamento (R$ 25) pelo portão 4.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA