Por que não a esgrima?

0
138

Quando assumi a pasta como Secretário Municipal de Esportes e Lazer, em janeiro de 2017, enumerei uma série de desafios que gostaria de concretizar. Na minha vasta lista de prioridades, uma delas, que faz parte das metas do Governo Municipal, é colocar em prática projetos que ajudem a aumentar em 20% a taxa de atividade física da população, isso inclui inúmeras ações, e uma delas, é de ampliar o acesso da população aos centros esportivos da prefeitura e com mais variedades de esportes, inclusive os olímpicos.
E pensei: por que não a esgrima? Tinha a ideia, o lugar, o Centro Esportivo Edson Arantes do Nascimento, mas faltavam os recursos.

Em uma conversa com Paulo Movizzo, presidente do Sindi-Clube, surgiu a parceria e os presidentes dos clubes Paulistano, Pinheiros e Hebraica abraçaram a ideia e ofereceram professores e equipamentos para as aulas. Nascia aí o Projeto Touché, que vai atender 60 alunos, de 9 a 14 anos.

O sonho de brincar de Zorro a Mosqueteiro se tornou realidade de quem sabe um futuro olímpico!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA